Mercado abrirá em 8 h 4 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,45
    +0,40 (+0,61%)
     
  • OURO

    1.685,60
    +7,60 (+0,45%)
     
  • BTC-USD

    53.872,40
    +3.272,12 (+6,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.087,63
    +63,42 (+6,19%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.924,92
    +384,09 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    28.932,16
    +188,91 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.446,75
    +149,50 (+1,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9718
    +0,0120 (+0,17%)
     

Jornalista conta em livro a sua luta contra o câncer de mama

Regiane Jesus
·2 minuto de leitura

RIO — Desistir de lutar pela vida sempre esteve fora de cogitação para a jornalista Eliane Canegal, de 48 anos, que trava uma dura batalha contra o câncer desde 2004, quando recebeu o diagnóstico de um tumor na mama. Ao longo do tempo, mais dois nódulos malignos se alojaram em seus seios. Sem perder a fé, a moradora de Irajá ainda enfrentou uma metástase óssea e, atualmente, está internada no Hospital NotreDame Intermédica, no Andaraí, para combater uma metástase cerebral. Otimista por natureza, decidiu contar a sua saga no livro “Viver e ser feliz apesar do câncer de mama”, produzido com a ajuda de uma “vaquinha” virtual organizada pelos amigos.

A obra é a forma que Eliane encontrou para alcançar mulheres que passaram ou passam pelo desafio de vencer o câncer de mama.

“A cura vai muito além do físico, pois é na alma que ela habita, sempre com muita confiança em Deus, otimismo e esperança. A minha batalha já dura 16 anos, mas eu nunca perdi meu foco que é viver. Decidi relatar minha realidade para provar que é possível, sim, lutar e não perder a fé, muito menos desistir de meus objetivos. Mesmo ainda doente estou conquistando o meu sonho de contar tudinho em meu livro”, diz a escritora de primeira viagem.

A mãe de Stefany, de 20 anos, e de João Victor, de 14, é exemplo de força para toda a sua família. Elisângela Ferreira não esconde o orgulho que sente da irmã.

— Em nenhum momento, ela se entregou à doença. A minha irmã é forte, guerreira, determinada e nunca perdeu a fé. Isso fez com que ela conseguisse conviver tanto tempo com com esta doença sem perder a alegria. Os meus sobrinhos herdaram a força da mãe, mas é claro que todos nós estamos muito tristes em vê-la, neste momento, tão debilitada — lamenta.

Em um dos trechos de “Viver e ser feliz apesar do câncer de mama”, Eliane relata sua reação diante do diagnóstico:

“Chorei muito, o desespero me açoitava, mas, em seguida, senti uma força muito grande. Escutei a voz de Deus falando comigo”.

O livro, que está sendo vendido através do telefone 9 9283-2977, acaba de sair do forno.

— Nós recebemos os exemplares no dia 14 de dezembro. Infelizmente, não conseguimos fazer um lançamento virtual devido a saúde da minha irmã, mas a história dela vale a pena ser lida. A mensagem do livro é de esperança — frisa Elisângela Ferreira, que também disponibiliza o perfil @elianecanegal no Instagram aos interessados em adquirir a obra.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)