Mercado fechado

Jornal estatal da China mostra preocupação com os NFTs

·3 min de leitura
O Diário do Povo, porta-voz do governante Partido Comunista Chinês, se manifestou contra a febre de investimentos em torno de tokens não fungíveis (NFTs). (Getty Images) (Getty Images)
  • Diário do Povo está preocupado com a falta de regulamentação dos NFTs

  • Apesar de criptomoedas terem sido proibidas na China, NFTs estão em ‘área cinzenta’

  • Regulamentos mais rígidos podem estar a caminho, aponta especialista

O Diário do Povo, porta-voz do governante Partido Comunista Chinês, se manifestou contra a febre de investimentos em torno de tokens não fungíveis (NFTs), questionando se se trata de outro "jogo de soma zero promovido por investidores e capital em criptomoedas".Leia também

O mais recente alerta da mídia estatal ocorre quando os NFTs e o metaverso estão ganhando impulso, com uma lista crescente de empresas chinesas os adotando abertamente. A empresa de mídia 36kr Holdings distribuiu 1.124 colecionáveis ​​digitais com o tema metaverso em uma conferência em Shenzhen na quarta-feira (24), o mais recente sinal de crescente interesse em ativos digitais, apesar das proibições anteriores do governo ao comércio e mineração de criptomoedas.

No entanto, o governo chinês não proibiu explicitamente os NFTs ou o metaverso, deixando a porta aberta para que dezenas de empresas listadas emitam anúncios que vinculem planos de negócios futuros aos conceitos. A campanha publicitária criou um “grupo metaverso” de ações que tiveram enormes corridas de alta ultimamente, levando os reguladores do mercado a emitir avisos e levantar questões.

NFT e criptomoedas levam preocupação ao governo chinês

O artigo do Diário do Povo foi publicado online na quinta-feira (25) com o título "O NFT está levando ao metaverso ou à fraude?", questionou a disparada dos preços do NFT, como a venda recorde da colagem digital de fotos ‘Everydays - The First 5000 Days’, que foi vendida em US $ 69,3 milhões em março.

Ele também observou que a popularidade dos NFTs ficou evidente depois que gigantes chineses da tecnologia, como Tencent Holdings, Ant Group e ByteDance, testaram o desejo do consumidor por colecionáveis ​​digitais. Ao contrário dos mercados estrangeiros, onde as criptomoedas são aceitas como pagamento por NFTs, os emissores chineses aceitam apenas yuans e, uma vez comprados, os NFTs não podem ser revendidos.

Pequim considera as criptomoedas uma ameaça potencial à estabilidade financeira do país, mas até agora deixou as NTFs em uma área cinzenta. As autoridades proibiram os bancos e instituições de pagamento de apoiar transações de bitcoin desde 2013 e, em 2017, as ofertas iniciais de moedas (ICOs) e as trocas de criptomoedas foram proibidas. Em maio deste ano, a mineração de criptomoedas também foi proibida.

Os NFTs até agora escaparam do escrutínio regulatório, mas a janela parece estar se fechando. Tanto a Tencent quanto a Ant renomearam recentemente suas ofertas de NFT como "colecionáveis ​​digitais", depois que o Securities Times, um jornal financeiro supervisionado pelo Diário do Povo, alertou sobre uma potencial bolha de NFTs.

Regulamentos mais rígidos podem estar a caminho

"Quando o mercado de negociação de NFT vê um crescimento exponencial de volume, é difícil dizer que o NFT não tem atributos financeiros e, da mesma forma, é difícil imaginar que o NFT possa se desenvolver na China sem estar associado à criptomoeda - e às regulamentações relacionadas", disse Winston Ma, professor adjunto da Escola de Direito da NYU e autor de A guerra digital - Como o poder da tecnologia da China molda o futuro da IA, do Blockchain e do ciberespaço.

O artigo do Diário do Povo advertiu que algumas bolsas de criptomoedas estão realizando ICOs, um método popular de arrecadação de fundos no setor, sob o nome de NFTs. Algumas plataformas NFT domésticas afirmam ter licenças, que “são extremamente difíceis de obter” dos governos provinciais ou mesmo do Conselho de Estado, disse Xiao Sa, membro da Sociedade de Direito Bancário da China, no artigo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos