Mercado abrirá em 4 h 47 min
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,82
    +0,46 (+0,64%)
     
  • OURO

    1.784,50
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    49.394,97
    -1.274,59 (-2,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.292,00
    -13,11 (-1,00%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    24.238,39
    +241,52 (+1,01%)
     
  • NIKKEI

    28.725,47
    -135,15 (-0,47%)
     
  • NASDAQ

    16.376,00
    -16,25 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2732
    -0,0009 (-0,01%)
     

Johnson & Johnson vai se dividir em duas empresas

·2 min de leitura
Oct 9, 2019 Milpitas / CA / USA - Johnson & Johnson Vision offices in Silicon Valley; Johnson & Johnson Vision Care, Inc. is part of the American multinational corporation Johnson&Johnson
Oct 9, 2019 Milpitas / CA / USA - Johnson & Johnson Vision offices in Silicon Valley; Johnson & Johnson Vision Care, Inc. is part of the American multinational corporation Johnson&Johnson
  • Empresa de produtos de saúde planeja se dividir em duas empresas;

  • Johnson & Johnson quer separar ala de "cuidados diários" com a de "cuidados médicos"

  • Empresas da área da saúde estão em tendência de separação de corporações; 

A Johnson & Johnson planeja se dividir em duas empresas, separando sua divisão de saúde ao consumidor de produtos de "cuidado diário", como curativos - seus famosos "band-aids" - e talco para bebês, de seus negócios de "cuidados médicos", como produtos farmacêuticos e dispositivos médicos, no que promete ser a maior mudança da companhia em 135 anos de história, de acordo com informações da agência Reuters.

Leia também:

A mudança da maior empresa de produtos de saúde do mundo vem logo após anúncios semelhantes nesta semana pela Toshiba e pela General Electric e, de acordo com análise da agência Reuters, ressalta a pressão sob a qual grandes e diversificadas corporações estão para simplificar suas atividades, como tem acontecido na área da saúde.

Tendência de unificação é forte nas empresas de saúde

Na área da saúde, a tendência dos últimos tempos têm sido a separação de corporações, tendo em vista que o constante negócio de venda de produtos de consumo de beleza diária, como hidratantes e shampoo, tem divergido cada vez mais do trabalho de alto risco e alta recompensa de desenvolver e comercializar medicamentos.

A Johnson & Johnson disse que separará seu negócio de saúde ao consumidor em uma nova empresa de capital aberto, ecoando um movimento das rivais GlaxoSmithKline e Pfizer Inc, que segundo a Reuters, também planejam desmembrar seu negócio conjunto de saúde ao consumidor no próximo ano. Por outro lado, a alemã Merck vendeu sua unidade de saúde ao consumidor para a Procter & Gamble (P&G) em 2018.

"A nova Johnson & Johnson e a nova empresa de saúde ao consumidor seriam capazes de alocar recursos de maneira mais eficaz para atender pacientes e consumidores, impulsionar o crescimento e desbloquear um valor significativo", disse Joaquin Duato, provável novo CEO da empresa a partir de janeiro, em entrevista à Agência Reuters.

A empresa pretende concluir a separação planejada em 18 a 24 meses, enviando suas ações com alta de 4% antes do sino. A Johnson & Johnson manterá suas unidades farmacêuticas e de dispositivos médicos, que vende sua vacina COVID-19, medicamentos como o Darzalex para tratamento de câncer e dispositivos médicos. As unidades devem gerar receita de cerca de US $ 77 bilhões em 2021.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos