Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.946,50
    -671,34 (-1,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

John Justice, chefe de produto do Stadia, deixa o Google

Rafael Arbulu
·2 minuto de leitura
John Justice, chefe de produto do Stadia, deixa o Google
John Justice, chefe de produto do Stadia, deixa o Google

O Stadia perdeu mais um executivo-chave: John Justice, segundo o The Information, deixou o Google na última semana. O executivo respondia como vice-presidente e chefe de produto da plataforma de cloud gaming, supervisionando diretamente a área de experiência de usuário do console da empresa de Mountain View.

Embora Justice ainda não tenha, ainda, atualizado suas páginas nas redes sociais para refletir a mudança, o próprio Google confirmou que ele já não faz mais parte do quadro de funcionários da empresa, segundo e-mail enviado ao 9to5Google por um de seus porta-vozes.

Leia mais

Imagem mostra John Justice, que recentemente deixou o Google, durante apresentação do Google Stadia. Ele aparece em frente de um telão que mostra detalhes de uma edição especial do console de cloud gaming
John Justice participou do lançamento do Stadia, em novembro de 2019, e chefiava a área de produto e experiência de usuário antes de deixar o Google. Imagem: Google/Divulgação

John Justice ingressou ao Google no início de 2019. No passado, o executivo dava entrevistas nas quais falava sobre funções que a plataforma Stadia ainda viria a receber. Entretanto, nos últimos meses, ele próprio determinou que essa ação fosse reduzida, a fim de evitar comprometimentos com promessas potencialmente excessivas. Desde o seu lançamento em novembro de 2019, o Stadia ainda não conseguiu se afirmar como uma viável plataforma de jogos — perdendo diversos executivos importantes ao longo do caminho.

A saída de John Justice do Google vem, ironicamente, em meio a diversas novas funções recentemente adquiridas pelo Stadia: na última semana, a plataforma de cloud gaming finalmente estreou a sua barra de busca e adicionou etiquetas de filtragem para a busca de jogos nas bibliotecas de seus usuários. A aba “Explore” também recebeu um feed de atividades e o Google deu detalhes sobre como, em um futuro próximo, o assinante poderá jogar seus games adquiridos pelo navegador do Android ao invés de um app nativo.

Internamente, também há uma reestruturação em curso no Google: desde o final de março, Prabhakar Raghavan, o vice-presidente sênior de serviços como a Busca, o Mapas e o Ads, vem dando maior autoridade aos gerentes de área relacionados a estas divisões. Normalmente, o Google divide suas áreas em dois pilares — gestão administrativa e engenharia. Raghavan, porém, quer que ambos os lados respondam à mesma pessoa.

Finalmente, o time de vendas do Google Maps vem sendo, aos poucos, movido para a área de Google Cloud no intuito de ampliar a geração de receita.