Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.127,63
    -3.455,38 (-3,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.917,27
    -681,26 (-1,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,82
    -0,63 (-0,83%)
     
  • OURO

    1.733,20
    -18,80 (-1,07%)
     
  • BTC-USD

    41.823,48
    -994,64 (-2,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.032,86
    -24,29 (-2,30%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.751,00
    -443,75 (-2,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3474
    +0,0406 (+0,64%)
     

Vela: volta de Scheidt e definição na RS:X são atrações desta quinta-feira

·2 minuto de leitura


Nesta quinta-feira, sexto dia de competições na Enoshima Yacht Harbour, o bicampeão olímpico Robert Scheidt volta a competir na Laser buscando aumentar mais suas chances de pódio nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O atleta paulista está em terceiro lugar na classificação geral e ficou de day off na quarta-feira.


+ Canoagem slalom: Ana Sátila consegue quarto melhor tempo e avança às semifinais do C-1 feminino


- A competição está equilibrada e a prova disso é a alternância de desempenho e resultados entre os principais velejadores. Tivemos dias pesados, especialmente a terça-feira, quando ficamos quase sete horas na água - disse Robert.

A fase de classificação da RS:X, também conhecida como prancha a vela, terminará na própria quinta. A categoria tem a brasileira Patrícia Freitas próxima de entrar nesse seleto grupo na 10ª colocação com 80 pontos perdidos. Estão programadas mais três provas e a mais próxima de tirar a brasileira da medal race é a finlandesa Tuuli Petaejae-Siren, que tem 89 pontos perdidos.

+ Torcem para quem? Saiba o time do coração de diversos atletas brasileiros dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Patrícia Freitas tem apenas 31 anos é e está em sua quarta olimpíada. Em Pequim-2008, sua estreia nos Jogos, a brasileira ficou em 18º lugar. Já em Londres-2012 foi a 13ª e na Rio 2016 fez parte da medal race, terminando em oitavo lugar.

- A condição pode nos favorecer um pouco. Vamos nos esforçar para minimizar os erros e subir na súmula. Temos previstas mais três regatas amanhã - contou Guilherme Hamelmann, técnico da tricampeã pan-americana.

+ Marcus D'Almeida vence holandês e avança às oitavas de final no tiro com arco individual

Já Robert Scheidt mantém sua trajetória regular em olimpíadas, que rendeu cinco pódios olímpicos e um quatro lugar por detalhes na Rio 2016. Em terceiro, o atleta pretende seguir velejando bem, mantendo a concentração e o foco.

Veja abaixo o quadro de medalhas e o calendário dos Jogos Olímpicos de Tóquio:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos