Mercado fechará em 4 h 18 min

Eleições nos EUA: Biden vira sobre Trump na Georgia e na Pensilvânia; Democrata se aproxima de vitória

·1 minuto de leitura
Foto: AP Photo/Carolyn Kaster
Foto: AP Photo/Carolyn Kaster

O candidato democrata Joe Biden virou sobre o republicano Donald Trump na Geórgia e também na Pensilvânia, dois dos estados decisivos para a eleição dos Estados Unidos. Com isso, Biden está mais próximo de concretizar sua ida à Casa Branca.

Para ratificar a vitória nas eleições norte-americanas, é preciso conquistar 270 votos no Colégio Eleitoral. Vencendo na Georgia ou na Pensilvânia, Biden será eleito o 46º presidente dos EUA.

Leia também

Na Pensilvânia, com 98% das urnas projetadas, Biden tem uma vantagem de pouco mais de 5.500 votos, algo como 0,08 ponto percentual.

Com mais de 99% da apuração projetada, Biden lidera na Georgia com menos de mil votos de vantagem para o rival republicano.

Um dos condados que explicam a virada que, se confirmada, será decisiva para Biden na Georgia é o de Clayton. Lá é local de origem de John Lewis, ícone dos direitos civis, que foi alvo constante de ataques por parte de Trump.

Historicamente, o Estado é um dos mais importantes nas eleições norte-americanas e é considerado um reduto republicano e conservador.

Mesmo se depois da disputa acirrada, Biden perder na Georgia, o democrata ainda pode atingir os 270 delegados se vencer em Nevada, que proporciona exatamente o número de votos que o adversário de Trump precisa: 6 votos. Por lá, Biden está na dianteira da apuração.

Até o momento, com alguns estados com a apuração ainda em aberto, Trump precisa de uma grande reviravolta. Ele tem 214 votos no Colégio Eleitoral. Precisaria assim de uma nova virada na Georgia, ultrapassar Biden em Nevada e confirmar a vitória na Carolina do Norte e na Pensilvânia, onde já está na dianteira. Assim, chegaria ao total de 271 votos.