Mercado fechado
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,66
    +0,27 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.877,40
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    13.217,29
    -56,34 (-0,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    261,30
    -11,39 (-4,18%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,25 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.708,80
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    23.245,16
    -173,35 (-0,74%)
     
  • NASDAQ

    11.215,25
    +82,50 (+0,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7358
    +0,0014 (+0,02%)
     

João Guilherme reflete sobre o machismo no pornô e fala da preocupação com o prazer feminino

Amanda Serra
·2 minutos de leitura

Aos 18 anos, o ator, cantor e influenciador João Guilherme reflete sobre como vídeos pornográficos são produzidos de modo a priorizar o prazer masculino e não o feminino, e levanta esse alerta para desconstrução da masculinidade (tão tóxica ainda). No Yahoo Entrevista, ele conta como isso influenciou sua vida sexual e no relacionamento com a youtuber e influenciadora Jade Picon.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Nunca tinha reparado, mas é isso, o vídeo pornô acaba quando o cara goza. Todos. Você pode entrar em qualquer site e qualquer categoria, que é assim. E nunca tinha parado para pensar que esses sites também são acessados por mulheres”, revela ele, que passou a ter consciência disso graças a uma colega de classe do ensino médio - que ele define como “feminista e muito inteligente” - que fez um seminário discutindo justamente o machismo da indústria pornográfica.

Veja também

Assim como a maioria de nós, o ator cresceu com as referências de que o ato sexual é determinado pelo prazer masculino, e citou a falta que a educação sexual nas escolas faz para formação de uma sociedade mais igualitária e com equidade. “E é engraçado porque, se você pensa um pouquinho no assunto, você entende que não é assim, se considerar que a outra pessoa também [precisa sentir prazer, ter orgasmo]”.

“A única intimidade que tenho nesse ponto de conversar seria com minha namorada, não tenho nenhuma outra menina para perguntar assim: 'Nossa, você assiste vídeos, tem esse costume de se masturbar igual ao homem?’ Um assunto para se refletir mesmo”, diz o artista.

É prazeroso ver a outra pessoa também tendo prazer, é muito bom, da mesma forma que fico feliz vendo a pessoa feliz, é bom saber o que a pessoa gosta, como a pessoa se sente confortável, pra mirar no que ela mais gosta, porque tem que ser sempre nota 10 o bagulho

João conta que esse pensamento faz com que ele e a namorada conversem sobre tudo, inclusive sobre como é a melhor forma de ambos sentirem prazer juntos. Assista ao vídeo e confira!

"Gosto de combinar minha unha com a roupa, de montar look"

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube