Mercado abrirá em 1 h 21 min
  • BOVESPA

    111.399,91
    +2.506,59 (+2,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.895,63
    +1.116,76 (+2,67%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,50
    -0,05 (-0,11%)
     
  • OURO

    1.826,80
    +12,70 (+0,70%)
     
  • BTC-USD

    19.134,75
    -36,99 (-0,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    375,20
    -4,66 (-1,23%)
     
  • S&P500

    3.662,45
    +40,82 (+1,13%)
     
  • DOW JONES

    29.823,92
    +185,28 (+0,63%)
     
  • FTSE

    6.393,45
    +8,72 (+0,14%)
     
  • HANG SENG

    26.532,58
    -35,10 (-0,13%)
     
  • NIKKEI

    26.800,98
    +13,44 (+0,05%)
     
  • NASDAQ

    12.439,25
    -13,00 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3004
    -0,0066 (-0,10%)
     

João Alberto: Após protestos, Bolsonaro diz que lugar de quem promove conflitos é o “lixo”

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
Brazilian President Jair Bolsonaro gestures during the National Flag Day celebration at Planalto Palace in Brasilia, on November 19, 2020. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Brazilian President Jair Bolsonaro gestures during the National Flag Day celebration at Planalto Palace in Brasilia, on November 19, 2020. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se pronunciou no Dia da Consciência Negra dizendo que não é racista, mas “daltônico”: “Todos têm a mesma cor”. Sem citar o assassinato de João Alberto Silveira Freitas em uma unidade do hipermercado Carrefour, em Porto Alegre, o chefe do Executivo reagiu aos protestos contra a morte do homem de 40 anos e afirmou que quem promove conflitos deve ir para o “lixo”.

“Estamos longe de ser perfeitos. Temos, sim, os nossos problemas, problemas esses muito mais complexos e que vão além de questões raciais. O grande mal do país continua sendo a corrupção moral, política e econômica. Os que negam este fato ajudam a perpetuá-lo”, publicou o presidente em sua rede social.

Leia também

Bolsonaro também acusou protestos por igualdade e justiça social de dividir o país “em busca de poder”, em crítica permanente aos movimentos de esquerda.

“Não nos deixemos ser manipulados por grupos políticos. Como homem e como presidente, sou daltônico: todos têm a mesma cor. Não existe uma cor de pele melhor do que as outras. Existem homens bons e homens maus. São nossas escolhas e valores que fazem a diferença”, escreveu.

“Aqueles que instigam o povo à discórdia, fabricando e promovendo conflitos, atentam não somente contra a nação, mas contra nossa própria história. Quem prega isso está no lugar errado. Seu lugar é no lixo!”, concluiu.

A manifestação de Bolsonaro reduzindo o valor dos protestos antirracistas se aproxima da fala do vice-presidente, Hamilton Mourão, que afirmou que “no Brasil não existe racismo”.

“Para mim, no Brasil não existe racismo, isso é uma coisa que querem importar aqui para o Brasil. Isso não existe aqui”, declarou Mourão a jornalistas na última sexta.