Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.002,52
    -201,66 (-0,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

João Victor agrada na lateral-direita, e versatilidade aumenta espaço do atleta no Corinthians

Fábio Lázaro
·2 minuto de leitura


O Corinthians tem hoje apenas um lateral-direito em seu elenco principal. Com a saída de Michel Macedo, emprestado ao Juventude, só Fagner compõe o setor no Timão. A alternativa tem sido improvisar alguns atletas, no caso de ausência do camisa 23, e essa situação pode fazer com que o zagueiro João Victor ganhe mais espaço no clube.

Cria da base corintiana, João é o típico caso de atleta que aproveita a rodagem que ganha em um empréstimo. Aos 22 anos, o jogador foi cedido à Inter de Limeira e Atlético-GO na última temporada. Na segunda equipe, trabalhou com Vagner Mancini, antes do técnico ser contratado pelo clube do Parque São Jorge.

>> Confira a tabela da Sul-Americana e simule as partidas

Sob o comando de Mancini, no time goiano, a prata da casa corintiana chegou a atuar como lateral-direito e agradou.

De volta ao Corinthians para esta temporada, para novamente trabalhar com Vagner, João Victor se viu novamente tendo que atuar pelo lado direito da primeira linha defensiva, já que no mês de março o elenco do Timão foi acometido por uma série de casos de Covid-19.

Passado o surto, o camisa 33 esteve no revesamento promovido por Mancini nos quatro últimos jogos, pelo Paulistão, mas jogando na lateral-direita.

Antes do seu retorno ao Corinthians, a alternativa na ausência de Fagner era o também zagueiro Bruno Méndez. No entanto, no “vestibular” promovido pelo treinador corintiano, o uruguaio foi testado na zaga, ao lado de Gil, nos confrontos diante de Guarani e São Bento, enquanto João Victor foi lateral contra Ferroviária e Ituano, enquanto a dupla de zagueiros foram Jemerson e Raul.

Relacionado para viagem ao Paraguai

A versatilidade, inclusive, garantiu um espaço a João Victor entre os relacionados na estreia corintiana na Copa Sul-Americana, nesta quinta-feira (22), às 21h30, contra o River Plate (PAR), no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, pela primeira rodada do grupo E da competição.

A possibilidade de jogar tanto na zaga, quanto na lateral-direita, até com certa facilidade, colocou João a frente do garoto Raul, que também atuou nos recentes testes, inclusive jogando bem, mas ficou de fora dos relacionados para a viagem internacional.