Mercado fechado

Jet, do Walmart, encerra entrega de alimentos frescos em NY

Matthew Boyle

(Bloomberg) -- A Jet, unidade do Walmart, vai encerrar as operações de entrega de alimentos frescos apenas um ano após a introdução do serviço na cidade de Nova York, outro sinal de que a rede com foco urbano está cortando custos.

A varejista decidiu fechar um depósito no bairro do Bronx que estava sendo usado para preparar pedidos. A empresa também planeja demitir motoristas, o que pode resultar no corte de 200 a 300 empregos, segundo uma pessoa com conhecimento da decisão. A Jet - que continuará a vender mantimentos secos como cereais e outras mercadorias em geral - pretende comunicar a mudança aos clientes na sexta-feira e atenderá a todos os pedidos já feitos.

Desde o lançamento no ano passado, o serviço de alimentos frescos da Jet tem apresentado problemas, segundo três pessoas próximas às operações. A empresa recorreu ao aumento de preços para compensar os custos elevados do atendimento de pedidos na maior cidade dos Estados Unidos. Os principais executivos deixaram a empresa e, nos últimos meses, itens como avocados e morangos estavam em falta.

“Aprendemos muito testando a entrega de alimentos frescos da Jet na cidade de Nova York”, disse o Walmart em comunicado por e-mail. “Continuaremos a testar conceitos ousados que possam oferecer comodidade aos clientes.”

A mudança é um exemplo do menor peso da Jet para a gigante do varejo, uma empresa que o Walmart comprou por US$ 3,3 bilhões em 2016 para atrair millennials urbanos e aproveitar a experiência do cofundador Marc Lore, que assumiu as operações de comércio eletrônico do Walmart nos EUA. A receita on-line da empresa aumentou, mas a maior parte do sucesso da unidade veio do popular serviço de retirada de alimentos nas lojas, que é mais barato de operar do que a entrega em domicílio.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórter da matéria original: Matthew Boyle New York, mboyle20@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Crayton Harrison, tharrison5@bloomberg.net, Jonathan Roeder, Kevin Miller

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

©2019 Bloomberg L.P.