Mercado fechará em 5 h 44 min
  • BOVESPA

    101.946,50
    +31,05 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,50
    +2,32 (+3,51%)
     
  • OURO

    1.786,90
    +10,40 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    57.334,57
    -899,45 (-1,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.470,40
    +27,62 (+1,91%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.158,88
    +99,43 (+1,41%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    16.369,25
    +218,75 (+1,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3512
    -0,0188 (-0,30%)
     

Jerry Lawson: o engenheiro negro que revolucionou os videogames

·3 min de leitura

Gerald A. Lawson. Você provavelmente não reconhece esse nome. Mas, sem ele, o mundo dos videogames poderia ser completamente diferente. Um dos poucos engenheiros da computação negros no mundo dos jogos durante o florecer da indústria na década de 1970, Jerry Lawson, como ficou conhecido, ajudou a desenvolver o primeiro console doméstico com cartuchos equipados com games e o conceito de pausar uma jogatina.

Lawson era diretor de engenharia e marketing da então novata divisão de games da Fairchild Semiconductor. Foi sob sua liderança que a equipe apresentou ao mercado, em 1976, o console Fairchild Channel F. O videogame doméstico permitia que jogadores trocassem de jogo a partir de cartuchos.

Fairchild Channel F exibido como peça de museu em festival na França (Imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)
Fairchild Channel F exibido como peça de museu em festival na França (Imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Até então, os videogames podiam executar apenas jogos embutidos dentro de seus sistemas. O cartucho em si não foi inventado com o Fairchild Channel F. Ele foi introduzido pela primeira vez em 1972 com o Magnavox Odyssey. No entanto, na época, o apetrecho muito soprado por jogadores brasileiros durante a era do Nintendo 64, não continha dados, apenas ativava códigos dentro do videogame.

A ideia revolucionária da equipe de Lawson era carregar o jogo dentro do cartucho, com as chamadas ROMs, sigla para “Read Only Memory”, ou “memória de apenas leitura”, em português. Curiosamente, Lawson também é creditado por criar o comando de pausar jogos. O Fairchild Channel F contava com um botão chamado Hold, que podia parar a ação na tela e desacelerar a execução de um jogo.

Gerald A. Lawson segurando um Fairchild Channel F (Imagem: Reprodução/Arquivo USC Games/Universidade do Sul da Califórnia)
Gerald A. Lawson segurando um Fairchild Channel F (Imagem: Reprodução/Arquivo USC Games/Universidade do Sul da Califórnia)

Se atualmente, na era dos jogos digitais, pode ser difícil imaginar o impacto dessa invenção. Na época, muito anterior aos sistemas baseados em disco, o passo abriu portas para um mercado multimilionário: a venda de software para videogames.

O jornal The New York Times resgatou uma frase de Allan Alcorn, criador de um dos primeiros videogames da história e designer da Atari, para ajudar a dimensionar a importância de Lawson para a indústria. “Quando você faz algo pela primeira vez, não há nada para copiar”, disse o programador de Pong em entrevista ao The San Jose Mercury News.

Antes de mudar o jogo para os games, Lawson nasceu em 1940 em Nova York, onde se interessou por aparelhos eletrônicos e se tornou um autodidata. Enquanto crescia, Jerry Lawson aprendeu princípios básicos da eletrônica, consertando televisores para ganhar um pouco de dinheiro.

A atividade levou o jovem programador ao Homebrew Computer Club do Vale do Silício, onde se tornou o único membro negro na época. O clube levou Lawson a cruzar caminhos com os co-fundadores da Apple, Steve Jobs e Steve Wozniak.

Lawson era descrito como uma figura imponente, com quase 2 metros de altura. A figura, no entanto, escondia a personalidade de um homem lembrado como modesto pelos registros históricos. Depois de revolucionar o mercado dos videogames, Lawson deixou a Fairchild Semiconductor em 1980 e fundou a Videosoft, empresa que criou jogos para Atari 2600 e prestava consultorias.

Hoje, o nome do engenheiro de computação é inspiração para um futuro com mais vozes negras em atividade. Neste ano, a Microsoft fez uma contribuição financeira para um fundo da USC Games que estimula a entrada e permanência de estudantes negros e indígenas — este fundo foi chamado de ““Fundo Gerald A. Lawson”, em homenagem ao pioneiro dos cartuchos.

A USC Games foi classificada como um dos melhores cursos para desenvolvedores de jogos por 11 anos consecutivos. O fundo fornecerá apoio para estudantes negros e indígenas que desejam fazer uma graduação ou pós-graduação em design de jogos ou ciência da computação.

Segundo a Variety, com o apoio financeiro de outras empresas de tecnologia, a USC Games pretende expandir a iniciativa e apoiar outros aspectos de diversidade e equidade, incluindo suporte salarial para professores negros e indígenas, bem como atividades laboratóriais e projetos que abordam questões que afetam essas comunidades.

Gerald A. Lawson morreu em 2011, aos 70 anos, vítima de complicações causadas por diabetes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos