Mercado fechado

Por que a gente ainda torce por Jennifer Aniston e Brad Pitt?

Marcela De Mingo
·4 minutos de leitura
Os dois atores Jennifer Aniston e Brad Pitt participaram de uma leitura de roteiro em videoconferência para um evento de caridade. (Foto: Reprodução)
Os dois atores Jennifer Aniston e Brad Pitt participaram de uma leitura de roteiro em videoconferência para um evento de caridade. (Foto: Reprodução)

Whindersson Nunes e Luísa Sonza passaram por isso. William Bonner e Fátima Bernardes também. Jennifer Aniston e Brad Pitt foi outro casal romantizado pelo público - a diferença é que, ao que tudo indica, os fãs nunca superaram a separação dos dois. Pelo menos é disso que o Twitter tem falado à extensão nesta sexta-feira (18).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

Os dois atores participaram de uma videoconferência com outros (muitos!) astros de Hollywood para uma leitura do roteiro do filme 'Picardias Estudantis’, de 1982. Com Morgan Freeman narrando e conduzindo a leitura, os atores interpretaram personagens da trama e alguns internautas não deixaram de notar como Brad e Aniston pareciam amigáveis.

Entre um cumprimento e outro (que muitos consideraram "fofo"), o casal leu uma cena bastante ousada e que muitos entenderam que os dois estavam flertando. De fato, o roteiro para os personagens Linda e Brad (sim, o nome era uma coincidência) era bem quente, e os demais colegas de vídeo não conseguiram segurar as risadas quando tudo aconteceu "Oi, Brad, você sabe como eu sempre te achei fofo, você é tão sexy!", disse a personagem de Jen.

Veja também

Por mais curioso que seja e por mais que os votos por um final feliz digno de Hollywood sempre seja o desejo dos fãs, é estranho pensar que, 15 anos depois do divórcio, as pessoas ainda esperam que o casal Jennifer Aniston e Brad Pitt aconteça.

De fato, o término foi um tanto quanto traumático. Considerado um "casal 20" do showbizz, os dois se separaram depois que Brad traiu Jennifer com Angelina Jolie nos bastidores do filme Sr. e Sra Smith. Ele e Angelina acabaram construindo uma vida juntos, tiveram filhos e se separam também alguns anos depois, em 2016.

A arte de romantizar o relacionamento das pessoas é uma que a internet domina muito bem. Pintar o relacionamento perfeito, o casal injustiçado, a família margarina, é algo que muitos fazem com frequência - senão na própria mente, no mínimo, nos comentários das fotos dos tais casais nas redes sociais. Por mais que o desejo por um amor absolutamente perfeito seja mais do que compreensível, é preciso entender que as pessoas seguem em frente e que um relacionamento que terminou não necessariamente significa que o carinho, a parceria e, sim, o amor chegaram ao fim.

Jennifer e Brad contracenaram juntos apenas uma vez, durante um episódio da série Friends em que, inclusive, os dois eram inimigos. Na época, eles estavam juntos e já eram considerados um casal queridinho dos pelos fãs, já que a série estava no auge, a atriz era considerada uma grande estrela (ainda é) e ele era o galã de uma geração.

Em 19 anos, essa foi a primeira vez que os dois contracenaram juntos mais uma vez - ainda mais uma cena tão picante quanto a descrita! -, mas o que vemos ali são duas pessoas que se gostam, e que o histórico que têm é isso, apenas história.

Brad, que atualmente namora a modelo Nicole Poturalski, de fato parece desconcertado pela cena - mas quem não estaria ao ler com o seu ex uma cena de sensual em uma videoconferência que seria transmitida para milhões de pessoas? Tudo em nome da caridade, claro.

Ainda assim… Se os filmes da Disney nos ensinaram qualquer coisa é que o que acontece fora das telas do cinema está longe de ser um "felizes para sempre". Não que a felicidade seja impossível, mas que a ideia de romance perpetuada há décadas pelo cinema e pela televisão dificilmente acontecem do lado de cá das telas. Relacionamento exige investimento, trabalho e muita, muita, conversa. Ainda assim, pode acontecer de, em dado momento, os dois lados perceberem que buscam outra coisa - e isso não invalida o carinho que sentem ou tudo o que viveram.

Mas parece complicado continuar colocando em duas pessoas a esperança de que elas terminem a história juntas quando, talvez, pode ser que elas mesmas não queiram isso mais (já se passaram 15 anos, afinal de contas). De qualquer maneira, resta observar para que, senão juntos, que os dois encontrem a felicidade ao lado de outra pessoa mas, principalmente, dentro de si mesmos.