Mercado abrirá em 1 h 22 min
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,16
    +0,87 (+1,24%)
     
  • OURO

    1.767,30
    +3,50 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    43.505,85
    -634,18 (-1,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.092,59
    -41,80 (-3,68%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.980,84
    +76,93 (+1,11%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.118,00
    +108,50 (+0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2466
    +0,0019 (+0,03%)
     

Jardine exalta superação da Seleção contra Arábia e nega favoritismo nas quartas: 'Camiseta não ganha jogo'

·1 minuto de leitura


O técnico André Jardine reconheceu o quanto a Seleção olímpica teve de se desdobrar para deslanchar em campo e garantir a vitória por 3 a 1 sobre a Arábia Saudita, nesta quarta-feira, no Saitama Stadium. Em entrevista coletiva após o duelo que classificou a equipe às quartas de finais da competição, o comandante destacou a forma como os sauditas mantiveram a motivação.

- Sabíamos que seria um jogo bastante difícil. Acho que a Arábia Saudita merecia ter feito gols na competição pelas partidas que fez. Chegou contra a gente com a ambição de vencer o jogo, de conseguir um jogo histórico. Vencer a Seleção Brasileira é sempre importante para todas as seleções. Eles tornaram a partida difícil, tiveram coragem de propor o jogo - destacou.

Aos seus olhos, o Brasil soube se impor aos poucos.

- Eles fizeram um primeiro tempo levemente superiores a nós. O nosso ajuste no segundo tempo foi importante. Marcamos melhor, nos ajustamos ao adversário e aí fizemos por merecer a vitória. O placar ficou de bom tamanho pelo que vi no jogo e as situações de gol - disse.

Ao fazer uma projeção sobre as quartas de finais, Jardine foi categórico em relação a favoritismos.

- Se a gente analisar as três partidas da primeira fase, a gente percebe que a camiseta por si só não joga, né?! Seleções com menos tradição fizeram jogos tão duros, tão difíceis quanto a Alemanha. Nossa melhor atuação, no meu ponto de vista, foi contra os alemães. Temos de respeitar todas as equipes da mesma forma - afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos