Japão tem déficit comercial de US$ 17,3 bilhões em janeiro

Tóquio, 20 fev (EFE).- O Japão registrou em janeiro um déficit comercial de 1,62 trilhão de ienes (US$ 17,3 bilhões), o que representa o sétimo mês consecutivo de saldo negativo do país asiático, tradicional potência exportadora.

Apesar de as exportações terem aumentado 6,4% com relação a janeiro de 2012, chegando a 4,79 trilhões de ienes (US$ 51 bilhões), as importações cresceram 7,3%, alcançando 6,42 trilhões de ienes (US$ 68,3 bilhões).

Dessa forma, o déficit registrado no mês passado foi 10% maior que o de janeiro de 2012, segundo os dados publicados nesta quarta-feira pelo Ministério das Finanças.

A redução das vendas de máquinas para construção (35,4%), dispositivos audiovisuais (20,1%) e ônibus e caminhões (11,1%) impediu que o aumento das exportações em janeiro fosse maior.

Por outro lado, cresceram as importações nos setores de maquinaria e maquinaria elétrica (14,6% e 14,7%, respectivamente).

O maior déficit registrado pelo Japão foi justamente com o seu principal parceiro comercial, a China, com quem teve um saldo negativo de 654,617 bilhões de ienes (US$ 7 bilhões).

No entanto, o Japão conseguiu elevar as suas exportações ao país vizinho, com o qual mantém uma disputa territorial que se intensificou desde setembro e prejudicou as relações bilaterais, em 3%, para 762,899 bilhões de ienes (US$ 8,1 bilhões).

O retrocesso das exportações japonesas, um dos pilares do seu PIB, motivada pela crise global, é um dos fatores que empurraram a terceira maior economia do mundo para a recessão.

No ano passado, o Japão teve um déficit comercial recorde de 6,9 trilhões de ienes (US$ 73,4 bilhões). EFE

Carregando...