Mercado abrirá em 8 h 48 min
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.605,56
    +8,27 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,00
    +0,51 (+0,73%)
     
  • OURO

    1.780,50
    +1,00 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    50.765,13
    +1.795,30 (+3,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.310,92
    +50,77 (+4,03%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.232,28
    +109,96 (+1,54%)
     
  • HANG SENG

    23.615,91
    +266,53 (+1,14%)
     
  • NIKKEI

    28.282,01
    +354,64 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    15.849,75
    +7,00 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4281
    +0,0045 (+0,07%)
     

Japão não exige mais que seus astronautas tenham formação universitária

·2 min de leitura

Com o objetivo de aumentar seu corpo de astronautas, a agência espacial do Japão (JAXA), anunciou uma campanha de recrutamento que, desta vez, reduz bastante certas exigências — entre elas, a formação acadêmica. É isso mesmo: para ser um novo astronauta japonês, não é mais necessário ter diploma universitário. Agora exige-se apenas formação do ensino médio, além de outros requisitos básicos como conhecimentos gerais em ciências e fluência em inglês.

Na última vez em que a JAXA realiza ou uma convocação, em 2008, era exigido um diploma universitário de quatro anos nas áreas de ciências ou engenharia. Na ocasião, a agência recebeu 963 inscritos, mas, com a eliminação da graduação nos requisitos, este número deve aumentar bastante neste novo recrutamento.

O astronauta Soichi Noguchi, da JAXA, a bordo da ISS durante a missão Crew-1 (Imagem: Reprodução/Japan House/YouTube)
O astronauta Soichi Noguchi, da JAXA, a bordo da ISS durante a missão Crew-1 (Imagem: Reprodução/Japan House/YouTube)

Outro objetivo da agência japonesa nesta nova fase de recrutamentos é a diversidade. Dos 963 inscritos em 2008, apenas 13% eram mulheres e, ao final do processo, nenhuma foi convocada. Agora, a JAXA espera que até 30% dos candidatos sejam mulheres e que as selecionadas possam acompanhar as duas astronautas japonesas que já foram ao espaço — Chiaki Mukai e Naoko Yamazaki.

A agência também especifica outras qualificações, como nacionalidade japonesa, três anos de experiência profissional ou algum tipo de pós-graduação. Os candidatos também precisam ter altura entre 1,45 a 1,9 metro, boa visão, audição e capacidade de nadar até 75 metros. O treinamento, segundo a JAXA, incluirá manobras em aeronaves, sensação de ausência de peso em um jato, técnicas de sobrevivência e mais.

Ao fim do treinamento, os selecionados já poderão ser incluídos em missões à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), e também devem participar do retorno da humanidade à Lua pelo Programa Artemis — até mesmo no projeto Gateway, da NASA, que pretende construir uma estação na órbita da lua. A média de idade dos astronautas oficiais do Japão é de 52 anos e a JAXA pretende recrutar candidatos a cada cinco anos, para renovar seu quadro de funcionários com maior frequência.

As inscrições começarão no próximo dia 20 de dezembro e seguem até o dia 4 de março de 2022. Os candidatos selecionados serão notificados em abril do próximo ano, sendo oficialmente certificados em 2025. Vale destacar que a Agência Espacial Europeia (ESA) também convocou novos candidatos a astronautas neste ano— incluindo pessoas com deficiência —, recebendo cerca de 23.000 inscritos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos