Mercado abrirá em 3 h 37 min
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,42
    +0,66 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.801,40
    +5,10 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    62.918,86
    +2.345,16 (+3,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.233,89
    +29,34 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    26.118,63
    -8,30 (-0,03%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.387,00
    +46,00 (+0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5781
    -0,0027 (-0,04%)
     

Japão dissolve Parlamento e prepara cenário para eleições gerais

·2 minuto de leitura
Primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, durante entrevista coletiva em Tóquio

Por Antoni Slodkowski

TÓQUIO (Reuters) - O Japão dissolveu seu Parlamento nesta quinta-feira, preparando o cenário para uma eleição geral no final do mês que colocará o novo primeiro-ministro, Fumio Kishida, contra a oposição em uma batalha sobre quem pode consertar melhor uma economia devastada pela pandemia.

Onze dias depois de assumir o cargo, Kishida possui um apoio público razoável, segundo as pesquisas, um bom presságio para seu objetivo de manter uma maioria na câmara baixa para seu Partido Liberal Democrata (PLD) e seu parceiro de coalizão, o partido Komeito.

"Quero usar a eleição para dizer às pessoas o que estamos tentando fazer e o que almejamos", disse Kishida a repórteres em seu gabinete.

Refletindo sobre os últimos 11 dias, Kishida disse: "Tenho tido uma agenda muito ocupada, mas, estranhamente, não estou me sentindo cansado - estou me sentindo realizado".

Os eleitores querem ver um governo com planos de ações decisivas para acabar com a pandemia e reconstruir a economia. Uma pesquisa recente do jornal Sankei mostrou que cerca de 48% desejam que o governo Kishida trabalhe mais em relação ao coronavírus, seguido pela recuperação econômica e emprego.

O partido governante vem promovendo a pressão de Kishida por medidas contra o coronavírus, incluindo o fornecimento de medicamentos antivirais orais neste ano, assim como sua visão de realizar um "novo capitalismo" que se concentre no crescimento econômico e na distribuição de riqueza.

O maior partido da oposição, o Partido Constitucional Democrata do Japão (CDPJ), liderado por Yukio Edano, destacou questões como seu apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo e sobrenomes diferentes para casais.

O PLD permanece socialmente conservador e, embora tenha tido progresso na questão dos direitos LGBTQ na sociedade, Kishida disse não ser a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

(Por Antoni Slodkowski; reportagem adicional de Kiyoshi Takenaka)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos