Japão descarta título estrangeiro ou mudar lei do BoJ

O ministro das Finanças do Japão, Taro Aso, disse hoje que o governo não está pensando em mudar a legislação do Banco do Japão (BoJ) ou em pedir ao banco central para considerar a compra de títulos estrangeiros como parte de suas medidas de afrouxamento monetário.

"Não estamos pensando em uma mudança na lei (do BoJ) no momento", afirmou o ministro das Finanças, em entrevista coletiva. "Também não temos intenção de pedir a compra de títulos estrangeiros pelo BoJ", acrescentou Aso.

As observações de Aso foram feitas depois de o primeiro-ministro, Shinzo Abe, ter dito, em uma sessão parlamentar, que uma mudança na legislação do BoJ teria de ser considerada se o banco central não for capaz de atingir a nova meta de inflação de 2%. Em meio à busca por um novo presidente do BoJ, Abe também disse que vai escolher um candidato que compartilhe com ele um compromisso forte para derrotar a deflação. Já a compra de títulos estrangeiros foi mencionada por Abe como uma ideia a ser discutida internacionalmente.

As declarações de Aso fizeram o iene se valorizar momentaneamente em relação ao dólar. Após os comentários, o dólar caiu para 93,57 ienes, de 93,85 ienes. Às 22h20 (horário de Brasília), o dólar estava cotado a 93,82 ienes (queda de 0,06%) e o euro estava cotado a 125,17 ienes (queda de 0,14%). As informações são da Dow Jones.

Carregando...