Mercado fechará em 4 mins
  • BOVESPA

    108.501,54
    +1.496,32 (+1,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.399,66
    +109,75 (+0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,70
    +0,49 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    29.276,88
    -715,01 (-2,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    651,14
    -22,23 (-3,30%)
     
  • S&P500

    3.894,91
    -5,88 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    31.210,74
    -42,39 (-0,14%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.751,00
    -127,25 (-1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1424
    -0,0764 (-1,46%)
     

Janela para o BCE agir está se fechando, diz chefe do Bundesbank

(Bloomberg) -- O presidente do Bundesbank, Joachim Nagel, pediu que seus colegas de Banco Central Europeu persistam com um aumento das taxas de juros em meio a uma inflação persistentemente alta.

“A janela de oportunidade que se abriu para as ações iniciais de política monetária está se fechando lentamente, e precisamos ver se faremos algo este ano”, disse Nagel, uma das autoridades mais hawkish do BCE, em uma conferência na sexta-feira.

Ele disse que “não compra o argumento de que a política monetária precisa mostrar contenção porque a situação econômica geral é difícil”.

O BCE está preso entre a inflação recorde na zona do euro de 7,5% - quase quatro vezes sua meta - e uma perspectiva de crescimento econômico que está azedando rapidamente devido à guerra na Ucrânia e ao agravamento dos problemas na cadeia de suprimentos na Ásia.

Nagel disse que os dados “falam por si mesmos”, e esperar mais tempo arriscaria alimentar as expectativas de inflação, possivelmente exigindo uma reação mais enérgica mais tarde. Ele se recusou a oferecer estimativa adicional sobre o caminho das taxas.

Embora esteja um pouco atrás de bancos como o Federal Reserve e o Banco da Inglaterra na saída do estímulo e no aumento dos custos de empréstimos, os formuladores de políticas do BCE sinalizaram que as taxas podem subir já em julho.

Falando na sexta-feira, o chefe do Banco da França, François Villeroy de Galhau, disse em Paris que a taxa de depósito - atualmente -0,5% - pode voltar acima de zero neste ano se a economia da Europa não sofrer outro revés.

O chefe do banco da Eslovênia, Bostjan Vasle, disse em um painel de discussão na Croácia que ele vê a decolagem da taxa do BCE “já antes do verão” como apropriado.

Os mercados monetários estão precificando um aumento de 0,25 ponto percentual em julho e na sexta-feira elevaram as apostas no ritmo de aperto seguinte, vendo mais dois movimentos desse tamanho até outubro.

“Não há sentido em debater” quando e com que rapidez as taxas subirão, disse Nagel. O BCE deve primeiro encerrar as compras em grande escala de ativos e então ver os próximos passos. “Faremos isso a depender dos dados disponíveis em junho.”

O que é verdade é que “o tempo de ser confrontado com juros negativos em breve terá passado”, disse ele. “Os mercados entenderam essa mensagem muito bem.”

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos