Mercado fechado

Bolsonaro tenta se distanciar, mas já admitiu que Wassef era seu advogado

Foto: REUTERS/Adriano Machado

Depois da prisão de Fabrício Queiroz, Jair Bolsonaro (sem partido) tentou se desvincular da imagem de Frederick Wassef, advogado que abrigava Queiroz em uma residência em Atibaia, no interior paulista. O presidente, no entanto, chegou a admitir que Wassef o representava no caso da facada recebida durante a campanha eleitoral de 2018.

Em dezembro do ano passado, um dia depois do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) deflagrar uma operação para investigar o suposto esquema de rachadinha ocorrido no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), quando este ainda era deputado estadual.

Leia também

Questionado se esteve com um advogado, o presidente admitiu que se reuniu com Frederick Wassef, que também trabalha para Flávio Bolsonaro.

“Estive. Ele é meu advogado no caso Adélio (autor da facada contra Bolsonaro, na campanha eleitoral de 2018)”, respondeu o presidente, em declaração relembrada pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O próprio veiculo noticiou, em setembro de 2019, que Wassef estava assumindo a defesa de Bolsonaro no caso Adélio. Em maio de 2020, o próprio Wassef, em entrevista à CNN Brasil, disse trabalhar para Bolsonaro.

Um dia antes da prisão de Queiroz, Wassef esteve na posse do novo ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD-RN), realizada em Brasília.

Otávio Rêgo Barros, porta-voz da Presidência, também já chegou a confirmar a atuação de Wassef na defesa do presidente.

Por outro lado, em nota, a advogada Karina Kufa, que defende Bolsonaro nas ações que tramitam no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou a ligação de Wassef com o presidente.

“O advogado Frederick Wassef não presta qualquer serviço advocatício em nenhuma ação em que seja parte o senhor Jair Messias Bolsonaro”, afirmou Kufa.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.