Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.281,34
    +708,95 (+2,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Itaú é multado em R$9,6 milhões por assediar aposentados na contratação de empréstimos

·1 minuto de leitura
Itaú foi multado. (Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Itaú foi multado. (Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Banco Itaú foi multado em R$9,6 milhões pelo governo federal.

  • Banco é acusado de assediar idosos na venda de crédito.

  • Ofertas seriam feitas em massa e de forma insistente pelo banco.

O banco Itaú foi multado em R$9,6 milhões pelo governo federal por assediar idosos aposentados para convencê-los a adquirir empréstimos consignados.

Leia também:

A decisão foi divulgada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (22). As informações são de reportagem do portal UOL.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Ao portal, o Itaú informou que tem um “processo de melhoria contínua” nos seus processos de oferta de crédito consignado, mas que apesar disso vai recorrer da decisão.

O processo partiu em 2019 de uma denúncia do Idec (Instituto de Defesa do Consumidor), que apontava abusos da política do banco na oferta desses produtos para aposentados, principalmente em abordagens feitas em massa e de forma insistente por telefone.

Segundo o texto do processo, reproduzido pelo UOL, “ficou devidamente comprovado nos autos que o banco, pelo menos culposamente, permitiu que terceiro por ele contratado, assediasse consumidores idosos para fins de oferta e contratação de empréstimos consignados, utilizando-se, indevidamente, de dados pessoais, sem qualquer conhecimento sobre a sua procedência, na medida em que tais consumidores não eram informados da abertura de banco de dados e de cadastro".

"Assim, o representado acabou infringindo diversos dispositivos legais do Código de Defesa do Consumidor, bem como do Marco Civil da Internet, ao não exercer o seu dever de vigilância e de fiscalização das atividades realizada por correspondente bancária, corroborando, assim, com uma publicidade agressiva e assediadora."

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos