Itaquera, bairro da Copa, valorizou até 54% em seis meses

SÃO PAULO – Em seis meses, de janeiro a julho, o preço das casas usadas de dois dormitórios valorizou 54,36% em Itaquera, bairro do estádio que vai sediar os jogos da Copa do Mundo de 2014 na capital Paulista. O metro quadrado saltou de R$ 2.272,66 para R$ 3.508,06, conforme apontou informações do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo).

Em relação aos apartamentos, a maior alta foi nos de três dormitórios, de 17,93%; passando de R$ 2.826,40 em julho para R$ 3.333,13 em agosto.

A valorização nos apartamentos de dois quartos foi de 14,86%, com o metro quadrado aumentando de R$ 2.658,49 para R$ 2.826,40 no primeiro semestre.

A única queda de preços foi registrada nas casas de três dormitórios, que passou de R$ 2.400,62, no início do ano, para R$ 2.213,51 em julho, recuo de 7,79%.

No geral, 64,7% dos corretores e imobiliárias consultados pelo Creci-SP disseram que houve valorização acima de 40%; altas entre 20% e 40% foram apontadas por 29,4% dos entrevistados. Já 5,9% estimam que houve crescimento de até 20% nos valores de casas e apartamentos no bairro.

Queda nas vendas
Apesar do registro de valorização, os corretores e imobiliárias entrevistados disseram que não houve melhoria nas vendas de imóveis usados nos últimos meses. Ao contrário, 80% apontaram redução das vendas. Já 19% afirmaram que o setor melhorou sim. Enfim, o levantamento do Creci-SP confirmou que o bairro Itaquera registrou redução de 12,67% nas vendas.

“Parece óbvio, mas a maior procura por imóveis não está próxima ao futuro estádio do Corinthians, pelo menos até agora”, esclareceu o Creci-SP, informando que 80% dos corretores e imobiliárias disseram que os compradores não se importam com a posição do imóvel em relação ao estádio. No caso, somente 18% disseram ter preferência pelos imóveis vizinhos ao Itaquerão.

Tamanho
Tanto as casas quanto apartamentos de um e de dois dormitórios são os mais buscados: 35% da procura total cada. Casas e apartamentos de 3 dormitórios registraram respectivamente 23% e 5,9% das buscas. Segundo o Creci-SP, não houve registro de procura por imóveis de quatro ou mais dormitórios.

Carregando...