Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,71
    -0,47 (-0,71%)
     
  • OURO

    1.783,10
    -1,20 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    57.071,80
    -169,99 (-0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.442,71
    -26,37 (-1,79%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.168,68
    +109,23 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    15.858,75
    -291,75 (-1,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4468
    +0,0768 (+1,21%)
     

Itaú Unibanco prevê recessão no Brasil em 2022

·2 min de leitura
*ARQUIVO* FRANCA, SP, BRASIL, 15-05-2012: Fachada do banco Itaú no centro de Franca. No primeiro dia de vigência da lei, o Itaú descumpriu o horário de funcionamento das agências em Franca. As oito agências fecharam às 15 horas, uma hora antes do horário estabelecido, segundo a divisão de fiscalização da Secretaria de Obras da cidade. A lei prevê multa de R$ 4.000 por agência. ( Foto: Edson Silva/Folhapress)
*ARQUIVO* FRANCA, SP, BRASIL, 15-05-2012: Fachada do banco Itaú no centro de Franca. No primeiro dia de vigência da lei, o Itaú descumpriu o horário de funcionamento das agências em Franca. As oito agências fecharam às 15 horas, uma hora antes do horário estabelecido, segundo a divisão de fiscalização da Secretaria de Obras da cidade. A lei prevê multa de R$ 4.000 por agência. ( Foto: Edson Silva/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Em um contexto de ruídos fiscais e juro mais alto, o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro deve cair 0,5% em 2022. A estimativa de recessão é do Itaú Unibanco, que revisou suas projeções econômicas nesta segunda-feira (25).

A previsão anterior indicava alta de 0,5% no próximo ano. A reversão no cenário, conforme o banco, ocorre em meio a incertezas na área fiscal.

Essas dúvidas ganharam corpo na semana passada, com a intenção do governo Jair Bolsonaro (sem partido) de driblar o teto de gastos para pagar o Auxílio Brasil de R$ 400, entre outras despesas, como emendas.

"Notícias sobre o aumento dos gastos fiscais aumentaram as dúvidas sobre o futuro do arcabouço fiscal no Brasil, que desde 2016 tem sido baseado em um teto de gastos ajustável", diz o Itaú.

"Sem uma âncora fiscal crível, a tarefa do Banco Central de manter a inflação na meta se torna mais difícil", acrescenta.

Na visão do banco, o cenário deve provocar maior depreciação do real frente ao dólar, pressionando a inflação e, como consequência, a taxa básica de juros (Selic). Nesta quarta, o Copom deve anunciar uma nova alta na taxa.

"Alteramos nossa projeção de crescimento do PIB em 2022 de +0,5% para -0,5%, em particular devido à mudança nas expectativas para a taxa Selic", relata o Itaú.

"Essa recessão moderada levará a um aumento da taxa de desemprego, para 13,3% (tínhamos 12,6% no cenário anterior). Para 2021, ainda esperamos que o PIB cresça 5,0%, com a taxa de desemprego encerrando o ano em 12,2%", completa.

A instituição projeta Selic de 9,25% ao ano até o final de 2021. A previsão anterior era de 8,25%. No primeiro trimestre de 2022, a Selic deve chegar a 11,25%, conforme o Itaú.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos