Mercado fechará em 5 h 30 min
  • BOVESPA

    109.753,87
    +352,46 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.799,46
    -434,91 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,84
    -1,09 (-1,42%)
     
  • OURO

    1.790,10
    +8,80 (+0,49%)
     
  • BTC-USD

    17.029,65
    -239,35 (-1,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    401,78
    -9,44 (-2,30%)
     
  • S&P500

    3.998,84
    -72,86 (-1,79%)
     
  • DOW JONES

    33.947,10
    -482,78 (-1,40%)
     
  • FTSE

    7.537,70
    -29,84 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    19.441,18
    -77,11 (-0,40%)
     
  • NIKKEI

    27.885,87
    +65,47 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    11.817,25
    +11,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5163
    -0,0171 (-0,31%)
     

Itaú BBA cria sistema próprio para negociação de grandes lotes

SÃO PAULO (Reuters) - O Itaú BBA, braço de atacado do Itaú Unibanco, informou nesta sexta-feira sobre o lançamento de uma plataforma de negociação de grandes lotes para clientes institucionais.

Segundo comunicado, o volume mínimo de cada ordem será de 10 mil ações e o volume máximo depende de parâmetros definidos pela B3. "A expectativa é que à medida que a plataforma ganhe penetração juntos aos clientes institucionais, seja responsável por parte relevante dos negócios diretos dentro da corretora", afirmou o Itaú BBA.

De acordo com o banco, seu sistema identifica se existe uma proposta que combine com a solicitada, sem a necessidade de passar por mesa de negociação. A transação é executada na bolsa quando uma contraparte é encontrada.

Em transações convencionais de grande porte, as empresas buscam liquidez por meio das corretoras ou via leilão para casar o fluxo de compra e venda.

"Com a plataforma, esse tipo de operação passa a ser automatizado e não há o risco de exposição da estratégia do investidor institucional, respeitando os parâmetros máximos de concentração estabelecidos pela B3", afirmou Leonard Linnet, chefe da área de ações do Itaú BBA.

O anúncio ocorre após a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ter aprovado mais cedo neste mês a metodologia que define quais ações poderão ser negociadas em ambiente separado para os grandes lotes, que tinha sido publicada em junho.

(Por Aluísio Alves)