Mercado fechado

Itália vai cortar previsão de crescimento econômico de 2023 para pouco acima de 0,5%--fontes

Por Giuseppe Fonte

ROMA (Reuters) - O governo italiano do premiê Mario Draghi está se preparando para cortar sua estimativa de crescimento econômico em 2023 para pouco mais de 0,5%, à medida que a crise de energia pesa sobre a terceira maior economia da zona do euro, disseram fontes antes da publicação oficial das novas previsões econômicas no próximo dia 27.

O Tesouro prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) crescerá 3,3% ou 3,4% neste ano, acima da meta de 3,1% estabelecida em abril.

Para 2023, o governo vê expansão entre 0,6% e 0,7%, muito abaixo da meta anterior de 2,4%, disseram nesta sexta-feira duas fontes familiarizadas com o assunto, alertando que as estimativas ainda estão sujeitas a mudanças devido a uma perspectiva cada vez mais incerta.

Draghi já destinou cerca de 66 bilhões de euros (64,3 bilhões de dólares) desde janeiro para tentar amenizar o impacto do aumento das contas de eletricidade e gás sobre empresas e famílias.

Seu sucessor, que sairá das eleições gerais no domingo, provavelmente terá que trilhar o mesmo caminho.