Mercado abrirá em 41 mins
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,04
    -0,26 (-0,35%)
     
  • OURO

    1.750,90
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    41.332,92
    -2.195,26 (-5,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.024,48
    -84,44 (-7,61%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.056,28
    -22,07 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.207,50
    -96,00 (-0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2314
    +0,0064 (+0,10%)
     

Itália tornará passe de saúde obrigatório para professores e transporte público

·1 minuto de leitura
Passaporte de saúde obrigatório

O governo italiano decretou nesta quinta-feira (5) a obrigatoriedade do passaporte de saúde contra o coronavírus para professores e passageiros de transporte público, incluindo voos domésticos, balsas e trens de longa distância.

O chamado Green Pass, uma extensão do certificado digital covid-19 da União Europeia, será exigido a partir de sexta-feira para entrar em cinemas, museus e instalações esportivas cobertas, ou para comer em restaurantes fechados.

O certificado sanitário atesta que os portadores foram vacinados com pelo menos uma dose, se recuperaram da covid-19 nos últimos seis meses ou tiveram resultado negativo nas 48 horas anteriores.

Segundo o novo decreto, funcionários de escolas e universidades precisarão do passaporte, assim como estudantes universitários.

Funcionários que não o portarem por cinco dias consecutivos serão suspensos e terão seus salários afetados, segundo a mídia italiana.

O ministro da Educação, Patrizio Bianchi, disse em entrevista coletiva que mais de 86% dos profissionais de educação foram vacinados e que o número pode chegar a 90%.

O ministro da Saúde, Roberto Speranza, convocou as famílias a vacinarem crianças maiores de 12 anos e disse que os adolescentes terão acesso a testes rápidos de detecção da covid-19 a um preço reduzido.

O Green Pass também será obrigatório em voos domésticos, trens e alguns serviços de balsa a partir de 1º de setembro.

A Itália foi o primeiro país da Europa a obrigar médicos e profissionais de saúde dos setores público e privado a se vacinarem.

ide/mbx/pc/jvb/jc/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos