Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    53.806,36
    -713,00 (-1,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Itália tenta atrair fábrica de chips da Intel, dizem fontes

·2 min de leitura

Por Giulio Piovaccari e Giuseppe Fonte

MILÃO/ROMA (Reuters) - Roma está traçando uma oferta para tentar convencer a Intel a investir bilhões de euros em uma fábrica avançada de chips na Itália, enquanto a Alemanha está na dianteira para conseguir a instalação de uma mega fábrica ainda maior planejada pela empresa norte-americana, disseram três fontes.

As fábricas seriam parte de um esforço da Intel para ter capacidade de manufatura de ponta na Europa para ajudar a evitar futuras crises na oferta de chips que atualmente atinge uma série de setores, com destaque para o automotivo. Roma já está em negociações com a Intel sobre um potencial investimento, que de acordo com estimativas preliminares seria de mais de 4 bilhões de euros (4,7 bilhões de dólares), disseram as fontes envolvidas nas discussões. Uma delas disse que o total pode chegar a cerca de 8 bilhões de euros, dependendo dos planos da Intel.

A fábrica criará mais de 1.000 empregos diretos na Itália, acrescentaram.

"O governo está preparando uma oferta muito detalhada com o objetivo de fechar um acordo até o final do ano", disse uma das fontes à Reuters.

"As discussões com a Intel estão em estágio avançado. Não há acordo ainda, mas se o governo trabalhar duro nisso, terá uma boa chance de trazer a fábrica para a Itália."

Os locais potenciais incluem a área de Mirafiori em Turim, onde fica a sede italiana da montadora Stellantis, e Catania, na Sicília, onde a fabricante de chips franco-italiana STMicroelectronics já opera, disseram as fontes.

A Intel não quis comentar sobre seus planos.

O maior projeto do grupo dos EUA na Europa é uma mega fábrica planejada em Dresden, na Alemanha. O local surgiu como candidato, disseram as fontes, que não estão diretamente envolvidos nas conversas sobre a escolha do local para o empreendimento.

Nenhuma decisão final foi tomada para qualquer local e os planos podem mudar nas próximas semanas, disseram as fontes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos