Mercado fechado

Itália tem novo recorde de mortos em 24 horas por coronavírus

Um membro do pessoal do hospital de Brescia, na Itália, vestido com equipamento de proteção

A Itália registrou 368 mortes relacionadas ao novo coronavírus em 24 horas, o que eleva o número de vítimas fatais a 1.809 no país, o mais afetado da Europa, segundo um balanço divulgado neste domingo pela Defesa Civil.

Como neste sábado, o número de infectados também aumentou, com 3.509 novos casos em 24 horas, elevando o total a quase 25.000. A região de Milão, na Lombardia (norte), continua sendo a mais afetada, com 1.218 mortos e 13.272 casos.

As medidas de confinamento entraram em vigor naquela região há uma semana. Em seguida, foram ampliadas a todo o país, o que, segundo o premier Giuseppe Conte, deverá dar resultado em duas semanas.

Autoridades da Lombardia expressaram preocupação com a capacidade dos hospitais de lidar com a pandemia.

"As cifras seguem aumentando. Em breve, chegaremos ao ponto em que não teremos mais leitos de UTI", advertiu neste domingo o governador da Lombardia, Attilio Fontana, em entrevista ao canal Sky TG24. Cerca de 800 pessoas estão internadas em UTIs naquela região.

Segundo Fontana, está sendo habilitado um hospital provisório com 500 leitos de UTI em dois pavilhões da Feira de Milão.