Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.805,37
    +1.099,46 (+0,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.224,64
    +395,33 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,38
    +1,56 (+2,44%)
     
  • OURO

    1.842,50
    +18,50 (+1,01%)
     
  • BTC-USD

    50.171,52
    +857,34 (+1,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.406,46
    +47,90 (+3,53%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.393,25
    +293,00 (+2,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4075
    -0,0050 (-0,08%)
     

Itália levará uma década para voltar ao nível de dívida pré-pandemia, diz Fitch

·1 minuto de leitura
Itália levará uma década para voltar ao nível de dívida pré-pandemia, diz Fitch

(Reuters) - Poderá levar pelo menos uma década para que a relação dívida/PIB da Itália volte ao seu nível pré-pandemia, de 135%, e custará uma década a mais do que o esperado para que a dívida reduza para 100%, mesmo em um cenário otimista, disse a agência de classificação de risco de crédito Fitch nesta sexta-feira.

Os cálculos, parte de um relatório sobre a dificuldade de se desenvolver uma regra de dívida da UE viável para países altamente endividados, indicam que são necessários, pelo menos, uma taxa de crescimento nominal de 3% e um superávit orçamentário primário para uma redução significativa da dívida.

Eles também supuseram uma proporção da dívida italiana de 160% para 2021 e rendimentos marginais aumentando para 2,3% até 2025, com um vencimento médio da dívida de sete anos.

"Na nossa opinião, essas simulações destacam o desafio de criar uma lei fiscal baseada em uma âncora de dívida viável", disseram analistas da Fitch.

"Mudanças simples de parâmetros, por exemplo, no nível de dívida de referência ou na velocidade de ajuste, podem não ser suficientes para tornar a regra viável e operacional."

(Por Yoruk Bahceli)