Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,29 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,93
    -60,50 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,10
    +0,95 (+1,39%)
     
  • OURO

    1.806,50
    -8,00 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    41.043,21
    +1.199,05 (+3,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.005,54
    +29,64 (+3,04%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,58 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.171,75
    +98,25 (+0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2081
    +0,0898 (+1,47%)
     

Itália espera que 'passaporte covid' acelere turismo

·1 minuto de leitura
Mulher tira selfie em frente ao Coliseu de Roma, em 12 de junho de 2021

O governo italiano anunciou, nesta sexta-feira (18), que os passageiros procedentes do Reino Unido terão de cumprir uma breve quarentena, enquanto os de outros países poderão entrar livremente com o "Passaporte Covid", com o objetivo de acelerar o turismo.

"Assinamos uma nova portaria que permite a entrada de países da União Europeia, Estados Unidos, Canadá e Japão com o certificado verde", também chamado de Passaporte Covid, informou o ministro italiano da Saúde, Roberto Speranza, no Facebook.

O certificado é um documento sanitário que atesta que a pessoa foi vacinada contra o coronavírus, que superou o vírus, ou que teve resultado negativo no teste de detecção da doença, explicou o ministro.

Os viajantes do Reino Unido, país onde a variante Delta, a mais contagiosa, propagou-se, terão de observar uma quarentena de cinco dias e se submeter a um teste de covid-19.

A Itália também proíbe a entrada em território nacional de viajantes de Índia, Bangladesh e Sri Lanka.

O país espera aumentar em 20% o número de turistas nos próximos meses do verão boreal (inverno no Brasil) e, assim, poder reativar o setor turístico. Duramente atingido pela pandemia, ele representa quase 14% do Produto Interno Bruto (PIB).

Segundo diferentes fontes do governo, a Itália vai eliminar a obrigação de usar a máscara ao ar livre durante a primeira quinzena de julho.

Até o momento, foram injetadas mais de 44 milhões de doses de vacinas anticovid-19. Quase 15 milhões de pessoas - ou seja, mais de 27% da população acima de 12 anos - já foram vacinadas, conforme o site do Ministério da Saúde.

bur-kv/jvb/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos