Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    36.910,15
    -316,31 (-0,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Itália diminui restrições em três regiões a partir de domingo

·2 minuto de leitura
Profissional de saúde no bairro de Trastevere, em Roma, em 27 de novembro de 2020.

O governo italiano decidiu nesta sexta-feira (27) aliviar as restrições para conter o coronavírus nas regiões da Lombardia (norte), Piemonte (noroeste) e Calábria (sul) a partir de domingo. 

Essas três regiões, até agora classificadas como "zonas vermelhas" (áreas de maior risco), passarão a ser "zonas laranja" (risco médio), segundo disposição assinada pelo ministro da Saúde, Roberto Speranza. 

Os seus habitantes poderão agora circular livremente no território da sua comuna de residência entre às 05h e às 22h, e só poderão sair da região por motivos profissionais, de saúde ou para acompanhar os filhos à escola. 

As lojas de varejo podem abrir suas portas, assim como os shopping centers, exceto nos fins de semana. Restaurantes, bares e confeitarias não podem reabrir.

A partir de domingo, apenas o Vale de Aosta (noroeste), a província de Bolzano (norte), Toscana (centro), Abruzzo (centro) e Campânia (região de Nápoles, sul) permanecerão na zona vermelha. Nessas regiões, a população só pode sair de casa por motivos de trabalho ou saúde, para acompanhar os filhos à escola ou fazer compras, mediante o preenchimento de um formulário. 

A maioria das lojas está fechada, exceto as de alimentos, farmácias, óticas, funerárias e cabeleireiros. Centros comerciais, bares e restaurantes não estão funcionando. 

A Ligúria (noroeste) e a Sicília (sul), até agora "zonas laranja", passaram para as "zonas amarelas", que são os locais de menor risco. Nessas regiões é possível circular livremente fora do toque de recolher (22h-05h). Os bares e restaurantes ficam abertos até às 18h.

O governo anunciou nesta sexta-feira um novo responsável pela saúde na Calábria, a ponta da bota italiana, onde as renúncias em cascata geraram polêmica nacional. Guido Longo vai liderar a luta contra a pandemia na região mais desfavorecida da Itália e devastada pela máfia.

glr/fjb/bc/dga/jc/mvv