Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.102,61
    -2.686,72 (-2,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.363,67
    -1.100,36 (-2,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,31
    -3,09 (-2,75%)
     
  • OURO

    1.814,70
    -4,20 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    29.163,64
    -907,49 (-3,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    652,63
    -18,05 (-2,69%)
     
  • S&P500

    3.923,68
    -165,17 (-4,04%)
     
  • DOW JONES

    31.490,07
    -1.164,52 (-3,57%)
     
  • FTSE

    7.438,09
    -80,26 (-1,07%)
     
  • HANG SENG

    20.644,28
    +41,76 (+0,20%)
     
  • NIKKEI

    26.911,20
    +251,45 (+0,94%)
     
  • NASDAQ

    11.934,00
    -626,25 (-4,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2170
    +0,0066 (+0,13%)
     

ISS manobra para evitar colisão com lixo espacial de teste antissatélite russo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Estação Espacial Internacional (ISS) precisou fazer uma manobra na manhã do último sábado (23) para evitar a colisão com detritos gerados pelo teste de uma arma antissatélite (ASAT, na sigla em inglês) russa.

A necessidade da manobra foi divulgada na última sexta-feira (22) por Willian Harwood, repórter de espaço da CBS.

A operação de segurança não prejudicou os trabalhos desenvolvidos a bordo da ISS, embora a partida da missão Ax-1 estivesse, até então, programada para a noite do último sábado (23). Ele acabou só acontecendo na noite de domingo (24), mas novamente devido a mau tempo, e a tripulação finalmente pousou nesta segunda-feira (25).

Vale lembrar que não é a primeira vez que a ISS precisa realizar uma manobra para evitar o impacto com detritos espaciais. Em dezembro do ano passado, por exemplo, foi necessária uma manobra emergencial para evitar os fragmentos de um antigo foguete Pegasus dos EUA.

Harwood acrescentou que os detritos espaciais continuariam sob monitoramento para evitar futuras ameaças. Os detritos foram gerados pela destruição do satélite Cosmos 1408 por uma ASAT em novembro passado. O "experimento" russo gerou uma nuvem de destroços que causou preocupação, ao ponto que na época os astronautas a bordo da ISS foram ordenados a vestir seus trajes de voo e procurar abrigo em suas espaçonaves para facilitar uma fuga em caso de um impacto certeiro.

A tensão entre diversas agências especiais e instituições de ciência do mundo cresce desde final de fevereiro, quando a Rússia invadiu a Ucrânia. Desde então, diversas sansões foram aplicadas ao governo russo e missões especiais desenvolvidas por parcerias internacionais foram temporariamente suspensas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos