Mercado fechará em 6 h 16 min
  • BOVESPA

    103.778,98
    +1.833,98 (+1,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.061,92
    +226,12 (+0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,58
    +0,36 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.817,80
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    43.168,00
    +1.252,83 (+2,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.030,75
    +36,33 (+3,65%)
     
  • S&P500

    4.713,07
    +42,78 (+0,92%)
     
  • DOW JONES

    36.252,02
    +183,12 (+0,51%)
     
  • FTSE

    7.533,57
    +42,20 (+0,56%)
     
  • HANG SENG

    24.402,17
    +663,07 (+2,79%)
     
  • NIKKEI

    28.765,66
    +543,16 (+1,92%)
     
  • NASDAQ

    15.871,00
    +40,00 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3572
    +0,0050 (+0,08%)
     

Israel testa 4ª dose contra Covid em meio à recorde de casos

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- Um ano depois de lançar o programa de imunização contra o coronavírus mais rápido do mundo, Israel mais uma vez se encontra no foco global enquanto começa a distribuir uma quarta dose de vacina em meio a um aumento da variante ômicron.

Most Read from Bloomberg

Embora o número de casos graves e mortes permaneça bem abaixo do pico do ano passado, as infecções dispararam para níveis recordes e podem mais uma vez ameaçar sobrecarregar hospitais se o novo número de casos diários chegar a 50.000, alerta o primeiro-ministro israelense Naftali Bennett. Muitos dos recém-infectados foram imunizados com duas doses.

Os casos estão subindo em Israel à medida que seus líderes adotam estratégias que confundem o público. E, à medida que as filas nos locais de testagem crescem, as autoridades também começam a reconhecer que talvez precisem recorrer ao que Bennett condenou tão vigorosamente quando era um parlamentar da oposição: outro bloqueio.

A experiência da pandemia de Israel foi estudada em todo o mundo por causa das medidas agressivas destinadas a conter o vírus no início, sua reabertura malsucedida após o primeiro bloqueio e sua aplicação antecipada de vacinas e doses de reforço.

Israel avançou esta semana com uma quarta dose para pessoas com 60 anos ou mais, apesar de preocupações sobre a falta de dados de eficácia, em um esforço para proteger os mais vulneráveis.

Galia Rahav, membro da equipe de especialistas que assessora o governo, disse que Israel não deveria considerar a expansão da elegibilidade até que tenha mais dados sobre o declínio da imunidade, e advertiu contra outros países lançando uma quarta dose antes do tempo. Israel começou a aplicar a terceira dose em agosto.

“Eu não pressiono por uma quarta dose em países que foram vacinados com o reforço há dois meses, ou mesmo três meses atrás”, disse Rahav, chefe da unidade de doenças infecciosas do Centro Médico Sheba, nos arredores de Tel Aviv. “Mas há mais de 3 meses, sim.”

Com menos de 70% da população totalmente vacinada, Israel não está mais entre os lugares mais vacinados do mundo, ocupando a 67ª posição no ranking da Bloomberg. Em parte porque tem uma grande população de crianças que são muito jovens ou cujos pais não querem imunizá-las, e porque a adesão é menor entre árabes e judeus ultra-ortodoxos.

Os planos para seguir em frente com uma quarta vacina entraram em turbulência no mês passado por causa da falta de dados sólidos sobre a ômicron ou a eficácia de outra injeção. Mesmo assim, depois que um ensaio clínico quanto a uma quarta dose começou e os números de infecções começaram a disparar, o governo seguiu em frente com seu plano.

Dados preliminares sugerem que a quarta dose oferece um nível muito mais alto de proteção contra a infecção e morbidade grave, e um aumento de cinco vezes no número de anticorpos cerca de uma semana depois, disse Bennett.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos