Mercado fechará em 6 hs
  • BOVESPA

    112.359,71
    +2.109,98 (+1,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.141,08
    +312,95 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,73
    +1,24 (+1,76%)
     
  • OURO

    1.775,60
    -2,60 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    42.345,15
    -798,08 (-1,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.055,49
    +15,01 (+1,44%)
     
  • S&P500

    4.384,31
    +30,12 (+0,69%)
     
  • DOW JONES

    34.221,58
    +301,74 (+0,89%)
     
  • FTSE

    7.077,90
    +96,92 (+1,39%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.029,25
    +5,25 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2014
    +0,0223 (+0,36%)
     

Israel se prepara para 4ª dose de vacina contra COVID

·2 minuto de leitura

No combate ao coronavírus SARS-CoV-2, as autoridades de saúde de Israel discutem a questão da vacinação contra a COVID-19, inclusive se preparam para uma possível quarta dose do imunizante. É o que afirmou o epidemiologista e encarregado da campanha de combate à doença no país, Salman Zarka, no sábado (5).

“Dado que o vírus está aqui e continuará aqui, também precisamos nos preparar para uma quarta aplicação [da vacina contra a COVID-19]”, anunciou o epidemiologista Zarka. No entanto, não foi especificado quanto a quarta dose deverá ser aplicada na população.

Israel se prepara para possível quarta dose de vacina contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)
Israel se prepara para possível quarta dose de vacina contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)

Por outro lado, Zarka adiantou que, caso necessária, a próxima dose de reforço deve ser adaptada para melhor proteger contra novas variantes do coronavírus, como a Delta (B.1.671.2). Anteriormente, o epidemiologista comentou que, no final de 2021 ou no início de 2022, os imunizantes deverão ser especialmente adaptados para proteger contra as variantes em circulação no país.

Vale lembrar que Israel é considerado o primeiro país a oferecer, oficialmente, uma terceira dose contra a COVID-19. No início de agosto, o país começou a oferecer doses de reforço para a população com mais de 60 anos. Agora, a dose extra está disponível para todos os que se imunizaram, desde que tenham completado o esquema vacinal anterior há pelo menos cinco meses.

De acordo com a plataforma de dados Our World in Data, apenas 62,7% da população israelense está completamente imunizada contra a COVID-19, ou seja, recebeu as duas doses de algum imunizante — este levantamento não considera aqueles que retornaram para a terceira dose. Além disso, 5,7% da população aguarda ainda para completar o primeiro esquema vacinal anunciado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos