Mercado abrirá em 5 h 34 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,70
    -0,35 (-0,54%)
     
  • OURO

    1.690,20
    +12,20 (+0,73%)
     
  • BTC-USD

    53.753,39
    +3.124,04 (+6,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.082,20
    +57,99 (+5,66%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.501,82
    -39,01 (-0,14%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.389,75
    +92,50 (+0,75%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9718
    +0,0120 (+0,17%)
     

Israel enviará doses de vacinas anticovid a palestinos e a Honduras

·1 minuto de leitura
Paramédico israelense aplica vacina da Pfizer-BioNTech contra a covid-19 em jovem palestino no posto de controle Qalandia, entre Ramallah, na Cisjordânia, e Jerusalém oriental, 23 de fevereiro de 2021

Israel anunciou nesta terça-feira (23) que enviará uma "quantidade limitada" de doses de vacinas contra a covid "não utilizadas" aos palestinos e para alguns países, como Honduras, que tem previsto abrir uma embaixada em Jerusalém.

"Israel recebeu muitas solicitações de ajuda de países que pedem vacinas", informou nesta terça em um comunicado o gabinete do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, destacando que seu país não está em condições de aportar uma ajuda significativa antes de concluir sua campanha de vacinação.

Mas, graças a "uma quantidade limitada de vacinas não utilizadas, acumuladas no mês passado", Israel decidiu "ajudar o pessoal médico da Autoridade Palestina e vários países", enviando-lhes "uma quantidade simbólica de vacinas", acrescentou o comunicado.

A imprensa israelense citou em particular Honduras, que anunciou no ano passado a intenção de transferir sua embaixada para Jerusalém, como país candidato a receber doses de vacinas de Israel.

O gabinete do premier se recusou a fazer comentários sobre estas informações, mas uma fonte próxima ao caso declarou à AFP que Honduras seria um dos países beneficiados.

Israel, que tem o recorde mundial em percentual de habitantes vacinados, já administrou as duas doses da vacina Pfizer/BioNTech a três milhões de pessoas, quase um terço da sua população.

O Estado hebreu lançou em 19 de dezembro uma ampla e veloz campanha de imunização após um acordo com a Pfizer, que permitiu a Israel obter rapidamente milhões de doses em troca de dados biomédicos sobre o efeito da vacina.

Segundo as Nações Unidas e organizações não governamentais, Israel tem "a obrigação", como potência "ocupante", de "fornecer" vacinas aos 2,8 milhões de palestinos na Cisjordânia ocupada e aos 2 milhões de habitantes da Faixa de Gaza, sob bloqueio israelense.

bs/mib/feb/mis/mb/mvv