Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    48.342,49
    -125,79 (-0,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Israel começa a vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a covid

·1 min de leitura
Israel antecipou para a noite desta segunda o início de sua campanha de vacinação contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos (AFP/جاك غيز)

Israel começou na noite desta segunda-feira (22) sua campanha de vacinação para crianças de 5 a 11 anos, seguindo o exemplo de países como Estados Unidos e Áustria, que lutam para conter repiques da pandemia.

O governo israelense tinha previsto iniciar na terça-feira a campanha de vacinação, com a esperança de prevenir uma quinta onda do coronavírus, mas começou na noite desta segunda a aplicar a vacina aos pequenos, constatou uma equipe da AFP em uma clínica de Tel Aviv.

"É normal duvidar, não é uma decisão fácil de tomar (...), mas depois de consultar os dados e as informações sobre milhões de crianças vacinadas nos Estados Unidos, tomamos a decisão de vacinar as crianças", explicou à AFP Heli Nave, uma mãe que foi à clínica.

Israel foi um dos primeiros países em lançar, em dezembro de 2020, uma rápida campanha de vacinação anticovid, favorecida por um acordo de milhões de doses com a gigante farmacêutica Pfizer em troca de dados sobre o efeito das vacinas.

Atualmente, mais de 5,7 milhões de seus quase 9 milhões de habitantes tomaram as duas doses da vacina. Mais de quatro milhões já tomaram a dose de reforço.

As autoridades israelenses reduziram primeiramente a idade da vacinação a 12 anos e agora a diminuíram para cinco. Para promover esta nova campanha, o primeiro-ministro Naftali Bennett levará seu filho para se vacinar nesta terça-feira.

nk-gl/cls/dbh/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos