Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,82 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,96 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,57
    +0,20 (+0,31%)
     
  • OURO

    1.846,60
    +8,50 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    46.067,71
    -874,82 (-1,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,73 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,87 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,47 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.400,50
    +13,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4042
    +0,0002 (+0,00%)
     

Israel anuncia fim da obrigatoriedade de máscara ao ar livre após vacinar 61% da população

O Globo
·1 minuto de leitura

TEL AVIV — A partir do próximo domingo não será mais obrigatório usar máscara ao ar livre para conter a Covid-19 em Israel. O anúncio foi feito na quinta-feira pelo Ministério da Saúde. Ainda será necessário manter o rosto protegido em ambientes fechados. Atualmente, de acordo com o site "Our World In Data", 61, 68 % da população do país já recebeu as duas doses da vacina produzida pela Pfizer/BioNTech.

Em nota, o ministro da Saúde, Yuli Edelstein, afirmou que a decisão foi tomada com base nas recomendações de especialistas. Israel foi um dos primeiros países do mundo a impor o uso da máscara para conter a disseminação do vírus em 2020.

"As máscaras têm como objetivo nos proteger contra o coronavírus. Depois que especialistas em saúde concluíram que não são mais necessárias ao ar livre, decidimos permitir de acordo com sua recomendação. O nível de mortalidade em Israel é muito baixo graças ao nosso sucesso na campanha de vacinação e, portanto, podemos relaxar mais restrições", ressaltou Edelstein.

O Ministério recomenda que os israelenses ainda mantenham cuidados e levem sempre consigo máscaras para usar quando necessário. A partir de domingo, todo o sistema educacional do país também volta a funcionar em sua totalidade.

Desde o início da pandemia, Israel contabilizou 837 mil casos e 6315 mortes pela Covid-19.