Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,29 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,93
    -60,50 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,15
    +1,00 (+1,47%)
     
  • OURO

    1.806,50
    -8,00 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    40.912,70
    +1.221,91 (+3,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.006,76
    +30,86 (+3,16%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,58 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.160,75
    +87,25 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1868
    +0,0685 (+1,12%)
     

Isolado com Covid-19, Marcelo Moreno cogita abandonar Copa América após Conmebol abrir processo disciplinar

·2 minuto de leitura

A reação da Conmebol às críticas feitas pelo atacante Marcelo Moreno, da Bolívia, que virou alvo de um procedimento disciplinar na última terça-feira, fazem o jogador avaliar abandonar a Copa América no Brasil.

Segundo O GLOBO apurou, Moreno testou positivo para Covid-19, e está isolado em um hotel em Goiânia, onde foi desfalque na estreia contra o Paraguai. De lá, fez uma postagem no Instagram com críticas à organização da competição. E pode sofrer punições.

O jogador afirmou a membros da delegação boliviana que se não tiver apoio dos demais atletas da sua e de outras seleções, pensa em pedir a desconvocação do torneio. Moreno tem até às 17h desta quinta-feira para enviar sua defesa para explicar a publicação.

"Obrigado a vocês da Conmebol por isso. A culpa é totalmente de vocês. Se morre uma pessoa, o que vocês vão fazer? O que importa é somente o dinheiro, a vida do jogador não vale nada?", escreveu Marcelo Moreno, jogador que pertence ao Cruzeiro e com passagem pelo Flamengo.

A crítica se deu em cima da informação sobre os 52 casos de Covid-19 confirmados, sendo 33 entre jogadores e membros das delegações e 19 prestadores de serviços contratados para o evento, segundo Ministério da Saúde, por meio de nota oficial.

Depois de ter o processo de investigação aberto pela Conmebol, que pode enquadrá-lo no Artigo 7 do Código Disciplinar da competição, com possibilidade de advertência, multa e até devolução de premiação e títulos, o atacante não se conformou e se viu censurado.

Em contato com o estafe boliviano, questionou por quê não foi dado o mesmo tratamento aos jogadores da seleção brasileira, que divulgaram manifesto em que criticam a Copa América no Brasil. Moreno entende que falou em nome de todos os atletas, e que foi vítima de abuso de poder e censura por parte da Conmebol.

O ex-goleiro Chilavert deu apoio ao jogador e também comparou com os representantes da seleção brasileira.

“Querido Marcelo Moreno Martins, te felicito por sua coragem e por dizer a verdade frente à corupção. Minha solidariedade. A mesma vara no se usou com o técnico do Brasil ante suas queixas contra a 'Corruobol'. Força", escreveu em suas redes.

A Federação Boliviana admitiu que três jogadores e um membro da comissão técnica apresentaram testes positivos para a doença, mas não revelou seus nomes. Procurada, a assessoria da federação não retornou. A bolívia enfrenta o Chile na sexta em Cuiabá, sem Moreno.

A Conmebol informou que a investigação não necessariamente vai redundar em punição ao jogador da Bolívia. Mas que ele precisará se explicar após receber a notificação através da chefia da delegação e da federação de seu país. Dependendo, a decisão pode ter recurso.

Marcelo Moreno é até agora o único caso do tipo na Copa América. Segundo a Conmebol, os jogadores da seleção brasileira se manifestaram antes da competição ter início.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos