Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,91 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,95 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,51
    +1,69 (+2,65%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +20,00 (+1,10%)
     
  • BTC-USD

    47.689,54
    -2.964,01 (-5,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.398,00
    +297,75 (+2,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4040
    -0,0085 (-0,13%)
     

Ismael Omar Guelleh é reeleito com 97,44% dos votos no Djibouti

Marion DOUET
·1 minuto de leitura
Cartazes do atual presidente e candidato à reeleição para um quinto mandato consecutivo do Djibouti, Ismael Omar Guelleh

Ismael Omar Guelleh foi reeleito na sexta-feira com 97,44% dos votos como presidente do Djibouti, um pequeno país estratégico do chifre da África o qual ele preside com mão de ferro há 22 anos.

"IOG", de 73 anos, se apresentou para um quinto mandato e, teoricamente o último, contra Zakaria Isamil Farah, um homem de negócios de 56 anos recém-chegado na política cujas chances de vitória pareciam nulas.

"Os resultados são os seguintes: 167.536 (votos) a favor do candidato da maioria, 4.408 a favor do candidato independente. O que nos leva a um sufrágio total de 171.944", declarou à AFP Alexis Mohamed, conselheiro especial do presidente.

Esses números confirmam um documento do ministério do Interior consultado pela AFP.

Em um comunicado anterior, o ministro do Interior, Moumin Ahmed Sheick, havia concedido 98,58% dos votos ao presidente.

Na eleição de 2016, Guelleh obteve 87% dos votos no primeiro turno.

Cerca de 215.000 eleitores inscritos (de uma população de 990.000 habitantes) foram convocados na sexta-feira para votar nos 529 colégios eleitorais do país, a maioria deles na capital, Cidade Djibouti.

md/fal/hba/ahe/af/mls/eg/aa