Mercado abrirá em 8 h 4 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,18
    -0,34 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.727,20
    -3,30 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    20.131,90
    +531,39 (+2,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    456,77
    +11,33 (+2,54%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.086,46
    +177,70 (+2,57%)
     
  • HANG SENG

    18.013,24
    +933,73 (+5,47%)
     
  • NIKKEI

    27.107,47
    +115,26 (+0,43%)
     
  • NASDAQ

    11.577,50
    -63,25 (-0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1466
    -0,0213 (-0,41%)
     

ISA Cteep avalia parcerias para próximos leilões de transmissão de energia, diz CFO

Torres de transmissão de energia no Brasil

SÃO PAULO (Reuters) - A ISA Cteep está estudando parcerias com outras empresas para participar dos leilões de transmissão de energia elétrica de 2023, que devem envolver elevados volumes de investimentos.

"Teremos grandes lotes (nos leilões), é capaz que muitas empresas busquem parceria, consórcio... Esse é um tema que sempre avaliamos, entrarmos em parceria", disse nesta quarta-feira a diretora financeira da companhia, Carisa Portela, durante reunião pública com analistas e investidores.

Ela lembrou que a ISA Cteep integrou consórcio no último certame de transmissão, realizado em junho, além de ter feito ofertas sozinhas pelos ativos.

Portela avaliou, ainda, que os leilões de 2023 devem ser bastante disputados, mas com poucos participantes, já que são poucas as empresas que teriam fôlego financeiro para arcar com os vultosos investimentos de alguns dos lotes previstos.

O governo prevê grandes licitações de transmissão de energia nos próximos anos, conforme aumenta a necessidade de escoamento da energia renovável gerada principalmente em Minas Gerais e em Estados do Nordeste. Para 2023, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) prevê que os lotes somem 50 bilhões de reais em investimentos.

Segundo Portela, a ISA Cteep já está avaliando os ativos que serão oferecidos em 2023.

(Por Letícia Fucuchima)