Mercado fechará em 4 h 53 min

IRB solicita no TJ-SP suspensão de liminar de ressarcimento a investidores

Álvaro Campos

Juíza da 2ª Vara Empresarial determinou que a companhia comprove que possui meios de arcar com o ressarcimento de R$ 1 bilhão por prejuízos causados a investidores O IRB foi questionado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre notícia divulgada pelo Valor, de que a 2ª Vara Empresarial de São Paulo (TJ-SP) negou um pedido de reconsideração da decisão que determinou que a companhia comprove que possui meios de arcar com o ressarcimento de R$ 1 bilhão por prejuízos causados a investidores.

Segundo o IRB, seus advogados externos apresentaram, ontem, agravo ao Tribunal de Justiça de São Paulo, “solicitando a suspensão da referida liminar concedida pela juíza”. A companhia diz que manterá seus acionistas e o mercado informados acerca dos desdobramentos relevantes sobre o assunto.

O IRB alega ainda que não divulgou fato relevante sobre a decisão porque já havia informado sobre o deferimento parcial da liminar no dia 16. Assim, alega que a negativa do pedido de reconsideração não constitui uma “alteração relevante que merecesse a atenção do mercado ou dos investidores”.