Mercado fechará em 5 h 48 min
  • BOVESPA

    109.605,13
    +490,98 (+0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.075,58
    +267,02 (+0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,09
    +2,38 (+3,10%)
     
  • OURO

    1.641,90
    +8,50 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    20.141,77
    +952,46 (+4,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    460,29
    +1,15 (+0,25%)
     
  • S&P500

    3.682,07
    +27,03 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    29.412,49
    +151,68 (+0,52%)
     
  • FTSE

    7.024,18
    +3,23 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.430,25
    +114,00 (+1,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1598
    -0,0196 (-0,38%)
     

IRB Brasil renova mínima histórica com oferta de ações no horizonte

(Reuters) -As ações do IRB Brasil Re renovaram mínima histórica nesta segunda-feira, a 1,85 real, a poucos dias da precificação de uma oferta bilionária de ações da resseguradora, que busca reenquadramento de indicadores regulatórios.

Às 12:12, os papéis da empresa caíam 4,06 %, a 1,89 real, entre os piores desempenho do Ibovespa, que subia 0,23%. Na mínima, mais cedo, a ação da resseguradora recuou 6,09%, a 1,85 real, menor patamar intradia em termos históricos. Em 2022, os papéis perdem mais de 50%.

A empresa lançou na semana passada oferta primária com esforços restritos de, inicialmente, 597 milhões de ações. Se houver demanda, o montante pode ser elevado em até 200%, ou quase 1,2 bilhão de ações.

A definição do preço por ação da operação, que é amplamente esperada, ocorrerá na quinta-feira.

Além da diluição relevante de acionistas que não participarem da oferta, analistas também destacaram que se espera um desconto significativo, dado o tamanho da operação.

Analistas no JPMorgan reiteraram recomendação 'underweight' nesta segunda-feira e afirmaram esperar que o preço da ação se ajuste em meio à oferta.

"Nós observamos, no entanto, que a combinação de um potencial aumento de capital bem-sucedido e a recuperação de lucros pode ser um gatilho pós-oferta positivo, especialmente para a base de investidores de varejo", escreveram.

Em relatório tratando de retorno sobre o patrimônio (ROE) e múltiplos potenciais do IRB no longo prazo, Guilherme Grespan e equipe estimaram que os ROEs sustentáveis da resseguradora ​​podem estar na faixa de cerca de 15% a 18%.

"Essa faixa de rentabilidade seria consistente com 0,9 vez a 1,2 vez o preço sobre o valor patrimonial (P/BV) em nossa visão", acrescentaram.

As projeções do JPMorgan para o resultado de 2022 apontam ROE negativo de 9,1%, com múltiplo P/BV em 0,8 vez. Para 2023, calculam ROE positivo de 5,3% e múltiplo de 0,7 vez.

(Por Paula Arend Laier; edição de André Romani)