Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,47 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,20 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,52
    -0,19 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.783,10
    -22,40 (-1,24%)
     
  • BTC-USD

    18.039,68
    +271,63 (+1,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,87 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,28 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,41 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.273,25
    +121,00 (+1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3922
    +0,0523 (+0,82%)
     

Iraniana SLAL compra 200 mil t de milho e 350 mil t de farelo de soja

·1 minuto de leitura

HAMBURGO (Reuters) - A estatal iraniana SLAL, importadora de ração para animais, adquiriu cerca de 200 mil toneladas de milho e por volta de 350 mil toneladas de farelo de soja em uma licitação internacional encerrada na semana passada, disseram operadores europeus nesta segunda-feira.

O milho provavelmente tem como origem o Brasil. Já o farelo de soja deve ser originado do Brasil, da Argentina ou de outros países sul-americanos, segundo os traders.

Aparentemente, a SLAL não comprou qualquer volume de cevada para ração, da qual buscava 200 mil toneladas na licitação.

Os embarques do milho e farelo de soja ocorrerão entre agosto e setembro. Um operador estimou a compra de farelo em até 400 mil toneladas.

Os preços e o método de pagamento não foram especificados. Sanções aplicadas pelos Estados Unidos continuam impedindo que o Irã realize pagamentos pelos canais bancários tradicionais.

De acordo com os operadores, é possível que haja mais interesse da República Islâmica por compras tanto de milho quanto de farelo de soja, apesar das grandes aquisições recentes junto a países da América do Sul.

(Reportagem de Michael Hogan)