Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.323,52
    -80,89 (-0,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

IR 2022: Declaração de 2021 pode agilizar preenchimento neste ano; entenda

·4 min de leitura
  • Declaração do ano anterior pode auto completar diversas categorias, como a declaração de bens

  • Entrega do IR 2022 começara em 1º de março

  • Declaração antiga pode ser obtida de diversos modos; confira

Muitas pessoas guardam a sua declaração de imposto de renda por anos, com medo de serem chamados para questionamentos pela Receita Federal. Pela lei, a Receita pode perguntar sobre valores e informações de até cinco anos atrás.

O que muitos não sabem, no entanto, é que a declaração do ano anterior tem muito mais utilidades do que ficar guardada. Ela pode adiantar o processo de preenchimento da declaração atual.

Acontece que, o programa do Imposto de Renda 2022 pode importar os dados da declaração antiga e completar automaticamente dados como declaração de bens.

Como encontro minha declaração antiga?

Aqueles que não guardaram a declaração de 2021, não se preocupem, pois há como recuperá-la de diversas maneiras.

Para começar, se você ainda tiver o programa de 2021 no seu computador, você consegue importar a sua declaração no programa de 2022 com alguns simples apertar de botões. Basta buscar a opção de Importação na tela inicial do programa.

Geralmente, essa tela levará para a pasta "Transmitidas" do IR 2021, que é onde geralmente se localizam as declarações enviadas. No entanto, algumas pessoas podem ter escolhido salvar suas declarações em pastas próprias. Nesse caso basta acessar o local com a ferramenta de importação.

O arquivo deverá ter a extensão .DEC, de declaração. O arquivo que também pode estar localizado na pasta de extensão .REC é referente ao recibo de entrega. Se mais pessoas fizerem suas declarações neste computador, é normal que apareçam vários arquivos nesta pasta. Neste caso basta escolher o seu.

Apaguei meu programa, o que fazer?

Calma que ainda não é preciso se desesperar. Quando o programa do IRPF é apagado, ele ainda deixa no computador os arquivos da declaração. Neste caso, eles estarão na pasta "IRPF2021" dentro da pasta "Arquivos de Programa RFB". Geralmente essas pastas ficam localizadas no C:, a menos que você tenha mudado os diretórios.

Nessa pasta você deverá encontrar dois arquivos, o .DEC e o .REC, referentes a sua declaração e a seu recibo. Agora basta acessar esses arquivos através do programa do IRPF 2022, abrindo-o, indo em "Nova", "Ajuste Anual" e "Importar declaração de 2021".

Se preferir você pode salvar esses arquivos em pastas mais convenientes na hora de navegar.

Apaguei meu programa e minhas declarações, posso me desesperar?

Não é preciso, só será levemente mais trabalhoso conseguir a declaração de 2021. Para obtê-la há dois métodos, um que necessita o certificado digital e um que não. Explicaremos os dois.

Com certificado digital

Esse método é mais fácil, mas necessita de algo que muitas pessoas não devem ter, o certificado digital.

Para acessar sua declaração antiga, vá até o sistema de atendimento digital da Receita (e-CAC) e faça login com o certificado digital. Lá dentro acesse a página "Meu Imposto de Renda" e na coluna "Declaração" haverá a opção "Baixar arquivo da declaração entregue".

Agora é só escolher o ano referente disponível, nesse caso 2021 e realizar o procedimento como explicado acima.

Sem certificado digital

Esse método é um pouco mais complicado pois tem mais passos que o anterior, mas é o que será utilizado pela maior parte das pessoas, vide que o certificado digital não é amplamente difundido no Brasil.

Por conta da pandemia, a Receita facilitou a obtenção de uma cópia da declaração. Para obter basta entrar com código de acesso e senha no sistema e-CAC. Caso você não tenha, é possível gerar um código na hora.

Após entrar no sistema, é necessário realizar um "Dossiê Digital de Atendimento", para isso vá em "Processos Digitais (e-Processo)" na barra ao lado esquerdo da tela e, na nova janela aberta (confira se os pop-ups estão ativados) clique em "Abrir Dossiê de Atendimento".

Dentro da nova área procure a aba "Área de concentração de serviço" e escolha "Cópia de Documentos". Em "Serviço" escolha "Obter cópia da última declaração IRPF entregue". Para concluir o atendimento clique no botão "Abrir Dossiê de Atendimento" na parte de baixo.

Uma cópia da declaração estará disponível na pasta "Meus processos" no sistema do e-CAC.

Caso o sistema peça para anexar documentos ao dossiê, é possível não anexar nada. De acordo com a Receita Federal, só a abertura do dossiê é suficiente para emitir uma cópia da declaração do imposto de renda.

Não consegui! E agora?

Por fim, é possível conseguir uma segunda via da declaração em uma agência de atendimento da Receita Federal na sua cidade. Para isso, é necessário agendar um atendimento pelo site.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos