Mercado fechará em 6 h 24 min
  • BOVESPA

    110.140,64
    -1.932,91 (-1,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.874,91
    -1.144,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,66
    -0,22 (-0,29%)
     
  • OURO

    1.929,30
    -1,50 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    23.526,56
    -295,82 (-1,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    537,31
    -8,01 (-1,47%)
     
  • S&P500

    4.179,76
    +60,55 (+1,47%)
     
  • DOW JONES

    34.053,94
    -39,02 (-0,11%)
     
  • FTSE

    7.839,69
    +19,53 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.681,25
    -165,50 (-1,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5624
    +0,0727 (+1,32%)
     

IR 2022 | Confira o lote residual de restituição liberado pela Receita

Nesta terça-feira (24), a Receita Federal liberou a consulta ao lote residual de restituição do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), referente aos contribuintes que caíram na malha fina e depois regularizaram sua situação. Os depósitos serão realizados no dia 31 de janeiro, diretamente na conta bancária informada na declaração.

O crédito é direcionado para 136.565 contribuintes, no valor total de R$ 368.017.854,27. Do valor total, R$ 199.291.762,86 são destinados a pessoas com prioridade legal, sendo: 3.069 idosos acima de 80 anos; 20.624 pessoas entre 60 e 79 anos; 2.349 contribuintes com alguma deficiência física ou mental, ou moléstia grave; 6.568 profissionais cuja maior fonte de renda seja o magistério; além de 103.955 contribuintes não prioritários.

Como consultar a restituição do Imposto de Renda?

A consulta pode ser realizada pelo aplicativo mobile da <a class="link " href="https://canaltech.com.br/empresa/receita-federal-do-brasil/" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:Receita Federal">Receita Federal</a>, disponível para dispositivos Android e iOS. (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
A consulta pode ser realizada pelo aplicativo mobile da Receita Federal, disponível para dispositivos Android e iOS. (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Para saber se a sua restituição está disponível, o contribuinte deve acessar a página da Receita Federal, clicar em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, selecionar “Consultar a Restituição”. A página apresenta orientações e os canais de prestação do serviço, permitindo uma consulta simplificada ou completa da situação da declaração, por meio do extrato de processamento, acessado no e-CAC.

Ainda é possível verificar a liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral pelo aplicativo mobile da Receita (Android/iOS). Caso seja identificada alguma pendência na declaração será possível retificá-la no sistema e corrigir as informações erradas ou incompletas.

O que fazer caso o dinheiro não seja depositado?

O pagamento da restituição é realizado diretamente na conta bancária informada na Declaração de Imposto de Renda. Se, por algum motivo, o depósito não for realizado devido a alguma inconstância de dados ou problema com a conta, os valores poderão ser resgatados no prazo de um ano no Banco do Brasil.

É possível reagendar o valor da restituição pelo Portal BB ou ligando para a Central de Relacionamento do banco: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Caso o contribuinte não resgate o valor de sua restituição no prazo definido, será necessário requerê-lo pelo Portal e-CAC, disponível no site da Receita Federal, acessando o menu “Declarações e Demonstrativos”, clicando em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, em “Solicitar restituição não resgatada na rede bancária”.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: