Mercado fechará em 6 h 4 min

Irã tem recorde de casos de covid-19, mas descarta 2ª onda de infecções

Valor

Hoje foi o quarto dia seguido com mais de 3 mil casos registrados no país O Irã informou nesta quinta-feira que registrou 3.574 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, o número mais alto desde a chegada da doença ao país em fevereiro.

Até então, o recorde havia sido estabelecido em 30 de março, quando 3.186 foram diagnosticadas com a covid-19 no Irã. Hoje foi o quarto dia seguido com mais de 3 mil casos registrados no país.

AP Photo/Ebrahim Noroozi

Apesar do crescimento ter sido registrado após o governo iraniano ter flexibilizado as restrições adotadas para combater a disseminação da doença, o porta-voz do Ministério da Saúde, Kianoush Jahanpour, descartou hoje a hipótese de o país estar enfrentando uma segunda onda de contágios.

Para ele, os números cresceram porque o Irã aumentou sua capacidade de testes e já realizou mais de 1 milhão de exames para diagnosticar possíveis casos de covid-19.

Ainda assim, Jahanpour anunciou que o Ministério da Saúde vai intensificar campanhas para que a população se proteja e respeite o distanciamento social. Ontem, o presidente do país, Hassan Rouhani, ameaçou restabelecer as restrições se os casos continuarem crescendo.

O número de mortes não acompanhou a alta nos casos. Segundo os dados oficiais, 59 pessoas morreram por covid-19 nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia, o Irã registrou 8.071 óbitos e 164.270 casos da doença.