Mercado fechado

Irã anuncia mais 12 mortes pelo novo coronavírus, 66 no total

Mulheres usando máscaras protetoras atravessam uma rua na capital iraniana Teerã, após o surto de doença COVID-19

O novo coronavírus provocou mais 12 mortes no Irã entre domingo e segunda-feira, anunciou o vice-ministro da Saúde, Alireza Raisi, em uma entrevista coletiva em Teerã.

"Anunciamos 523 novos casos de pessoas infectadas e mais 12 mortes. O número de mortos chega a 66, sobre um total de 1.501 contaminados desde o surgimento da doença no país", declarou Raisi.

"As províncias mais afetadas são Teerã, Qom (centro) e Gilan (norte)", completou o vice-ministro, que também anunciou a recuperação de 291 pacientes, ou seja, 116 a mais que no domingo.

Qom, cidade sagrada xiita, registrou os primeiros casos de contaminação no país em 19 de fevereiro e a primeira morte vinculada à epidemia que surgiu na China.

A agência oficial Irna informou nesta segunda-feira a morte Mohammad Mirmohammadi, 72 anos, membro do Conselho de Discernimento, no hospital Massih Danechvari de Teerã.

A Irna não divulgou a causa da morte, mas este hospital é apresentado como o principal centro de atendimento de pacientes do novo coronavírus na capital iraniana.

O Conselho de Discernimento é um órgão de arbitragem que integra o sistema político da República Islâmica.