Mercado abrirá em 9 h 47 min

IPOs de Wall Street com altas de 2.200% vem de corretora obscura

(Bloomberg) -- Oitenta quilômetros ao sul do centro de Manhattan, em um prédio de tijolinhos vermelhos ao lado de uma ferrovia, fica uma corretora pouco conhecida que está por trás de algumas das ofertas iniciais de ações mais insanas do mundo.

Este ano, de sua sede em Red Bank, Nova Jersey, a Network 1 Financial Securities subscreveu seis aberturas de capital de empresas bem pequenas, chamadas microcaps, que dispararam em média 2.190% no primeiro dia de negociação. O salto é mais de 250 vezes o desempenho dos IPOs liderados pelo Goldman Sachs, JPMorgan e Morgan Stanley, segundo dados compilados pela Bloomberg.

Infelizmente para quem apostou nelas, os tombos das ações lançadas através da Network 1 se mostraram igualmente extremos. Embora ainda em território positivo, os papeis despencaram em média 75% em relação aos seus picos em apenas um mês.

Grandes movimentos em ações pequenas não são novidade em Wall Street, mas os papeis subscritos pela Network 1 — que foi fundada em 1983 e se diz uma corretora completa para investidores sofisticados — se destacam pelas oscilações consistentemente desproporcionais. Eles se inserem em um período de volatilidade altíssima nos IPOs em Nova York, principalmente de empresas chinesas, que confundiram analistas de longa data e chamaram a atenção dos reguladores.

Em um dos exemplos mais marcantes dos papéis subscritos pela Network 1, a fabricante de roupas Addentax, com sede na China, subiu 13.000%, para US$ 656,54 em sua estreia em 31 de agosto, tornando-se brevemente maior do que cerca de um terço das ações do S&P 500. Isso apesar de ter menos de US$ 13 milhões em receita no ano encerrado em março. No dia seguinte, afundou para US$ 30.

Esse padrão é estranhamente familiar para os operadores do mercado de Hong Kong, que foi palco de movimentos misteriosos de pequenas ações antes de um aperto regulatório paralisar as novas ofertas. Após pequenas empresas chinesas que poderiam abrir capital em Hong Kong se voltarem para os EUA como alternativa, a Network 1 emergiu como um dos players mais ativos nesse segmento.

“Os investidores devem com certeza pecar pela cautela, dado que várias dessas ações recuaram rapidamente 98% a 99% de seus picos”, disse Ken Shih, chefe de gestão de patrimônio para China da Saxo Capital Markets, com sede em Hong Kong, se referindo a grandes oscilações em IPO de microcaps em geral. “O que deveria incomodar mais os investidores é a falta de transparência nessas ações para dar sentido aos aumentos meteóricos incomuns dos preços.”

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.