Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.893,32
    -1.682,15 (-1,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.778,87
    +104,57 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,06
    -0,28 (-0,62%)
     
  • OURO

    1.779,90
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    19.459,53
    +50,52 (+0,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,09
    +17,50 (+4,80%)
     
  • S&P500

    3.621,63
    -16,72 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    29.638,64
    -271,73 (-0,91%)
     
  • FTSE

    6.266,19
    -101,39 (-1,59%)
     
  • HANG SENG

    26.341,49
    -553,19 (-2,06%)
     
  • NIKKEI

    26.433,62
    -211,09 (-0,79%)
     
  • NASDAQ

    12.319,25
    +61,75 (+0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3612
    -0,0134 (-0,21%)
     

IPO da Aeris sai abaixo da faixa indicativa, movimenta R$1,13 bilhão

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A produtora de pás para turbinas de energia eólica Aeris precificou nesta segunda-feira sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) a 5,5 reais por ação, abaixo da faixa estimada pelos coordenadores, de 6,50 a 8,10 reais cada.

A oferta de ações novas movimentou 834,6 milhões de reais, recursos que a companhia deve usar para modernizar suas duas fábricas e elevar sua capacidade, hoje de cerca de quatro mil pás por ano, parte disso para exportação.

Além disso, acionistas pessoa física venderem fatias correspondentes a 294,6 milhões de reais na oferta secundária. Com isso, a transação movimentou 1,13 bilhão de reais.

Criada em 2010, a Aeris tem duas fábricas no complexo de Pecém (CE). Ela afirma que cerca de 70% do potencial eólico do Brasil está a menos de 500 quilômetros dessas unidades, onde produz equipamentos para Vestas, General Electric, Nordex e WEG.

A Aeris deve estrear no pregão da B3 na quarta-feira (11), negociada sob o ticker AERI3.

(Por Aluísio Alves)