Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.956,87
    -1.473,67 (-1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.707,93
    +143,66 (+0,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,79
    -2,08 (-2,64%)
     
  • OURO

    1.958,30
    +13,00 (+0,67%)
     
  • BTC-USD

    23.443,06
    +271,94 (+1,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    532,91
    +290,23 (+119,59%)
     
  • S&P500

    4.130,20
    +53,60 (+1,31%)
     
  • DOW JONES

    34.212,05
    +126,01 (+0,37%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    -10,59 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    22.072,18
    +229,85 (+1,05%)
     
  • NIKKEI

    27.346,88
    +19,77 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.338,50
    +186,50 (+1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5512
    +0,0356 (+0,65%)
     

iPhone SE 2024 pode ser cancelado por falhas em modem 5G

A Apple pode ter cancelado o lançamento de um novo iPhone SE em 2024 por conta do desempenho insatisfatório do modem 5G do dispositivo. Esperava-se que o modelo fosse o primeiro com componentes próprios da Apple para conectividade, mas não deve ser o caso.

Novo iPhone SE seria primeiro com chip 5G da Apple (Imagem: Divulgação/Apple)
Novo iPhone SE seria primeiro com chip 5G da Apple (Imagem: Divulgação/Apple)

A informação é do conhecido analista Ming-Chi Kuo, com supostas informações internas vindas da linha de produção. De acordo com ele, a Apple já estaria avisando empresas parceiras que o smartphone não será lançado no prazo previsto anteriormente.

A Maçã tinha planos de lançar seu chip de conectividade 5G no próximo iPhone SE, e depois decidir se o mesmo componente estaria na linha iPhone 16 de 2024. Portanto, o atraso afeta até mesmo a linha principal de smartphones, que deve permanecer com peças da Qualcomm nos próximos anos.

Kuo apontou que a performance deste chip da Apple ainda não estaria de acordo com os padrões exigidos pela marca, ficando também abaixo dos próprios modems oferecidos pela Qualcomm.

Disputa pelos chips de conectividade também é jurídica

Marca deve permanecer com chips da Qualcomm nos próximos anos (Imagem: Bruno Salutes/Unsplash)
Marca deve permanecer com chips da Qualcomm nos próximos anos (Imagem: Bruno Salutes/Unsplash)

As informações foram reveladas poucos dias antes de a Suprema Corte dos Estados Unidos ter se recusado a considerar um pedido da Apple para que algumas patentes da Qualcomm fossem invalidadas. Desta forma, é possível imaginar que a empresa de Cupertino planejava utilizar tecnologias destas patentes, o que não será mais possível.

Ao mesmo tempo, executivos da Apple já fizeram declarações públicas difamatórias em relação à qualidade dos chips da Qualcomm — mesmo que, internamente, os componentes sejam descritos como “os melhores” em memorandos.

De acordo com o CEO da Apple Tim Cook, o problema está no processo de licenciamento dos chips. Ele ainda afirmou que o portfólio de patentes da Qualcomm “não é oferecido de forma justa, razoável e não discriminatória”, e com isso os preços cobrados são “exorbitantes”.

A notícia do suposto fracasso da Apple chega cerca de três anos após a marca ter adquirido a divisão 5G da Intel por cerca de US$ 1 bilhão. O pacote inclui aproximadamente 2.200 funcionários e 17 mil patentes relacionadas à tecnologia de conectividade móvel.

Qualcomm deve permanecer no controle

Linha iPhone 14 tem chip Snapdragon X65 (Imagem: Divulgação/Qualcomm)
Linha iPhone 14 tem chip Snapdragon X65 (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

As notícias podem ser consideradas muito positivas para a Qualcomm, já que ela deve continuar dominando o mercado de componentes de conectividade pelos próximos dois anos, pelo menos.

Kuo destacou que a empresa é capaz de oferecer uma ampla diversidade de chips para diferentes tipos de smartphones, e isso garante vantagens competitivas em relação aos concorrentes.

Esta característica também se apresenta como uma vantagem diante de um cenário de recessão econômica, e por isso a marca deve voltar a ter crescimento sólido antes das competidoras.

Enquanto isso, os smartphones da Apple não devem ver chips 5G próprios antes de 2025, no mínimo. Uma nova tentativa pode ser realizada na geração do iPhone 17, mas sem confirmação de que os componentes serão realmente implementados.

Apple pretende substituir componentes de Wi-Fi e Bluetooth

Substituições também incluem componentes da Broadcom (Imagem: PhoneArena)
Substituições também incluem componentes da Broadcom (Imagem: PhoneArena)

O novo chip da Apple deve ser uma solução integrada para redes móveis, Wi-Fi e Bluetooth. Por isso, alguns componentes da Broadcom também seriam substituídos, aumentando a autonomia da Maçã em seus smartphones.

Outras partes entregues pela Broadcom que a Apple quer produzir incluem chips de radiofrequência e carregamento sem fio. Desta forma, a fornecedora perderia cerca de metade de suas receitas, que são oriundas dos componentes para iPhones.

Mesmo assim, o CEO da Broadcom Hock Tan se mostrou otimista em relação ao futuro da empresa. Em entrevista recente, ele afirmou que “tem a melhor tecnologia para seus clientes”, e “não há razão para achar algo por fora se não for o melhor”.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: