Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.239,68
    -871,16 (-1,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

iPhone poderá detectar acidente de carro e acionar polícia automaticamente

·1 min de leitura

A Apple está trabalhando em um recurso chamado Detecção de Acidente para iPhone e Apple Watch com o intuito de identificar acidentes de carro e acionar a polícia de forma automática e o mais rapidamente possível.

De acordo com a documentação analisada pela reportagem do Wall Street Journal, a ideia da Maçã é dar aos donos dos dispositivos recursos similares aos já encontrados em telefones Pixel, do Google, e, principalmente, em carros equipados com os chamados sistemas conectados. São os casos dos serviços OnStar, da General Motors, Starlink, da Subaru, ou do Uconnect, da Stellantis.

Na visão de Cupertino, acrescentar um sistema capaz de detectar acidentes de trânsito e, principalmente, acionar a ajuda da polícia de forma automática expandirá o leque para uma imensa maioria de veículos que não dispõem de qualquer recurso parecido. Afinal, é mais fácil trocar o modelo do celular por um iPhone do que dispor de um investimento bem maior para trocar de carro, não é mesmo?

“Projeto IronHeart”

A iniciativa, que deve ser incorporada também ao Apple CarPlay, tem a intenção de reforçar o chamado “Projeto IronHeart” da fabricante. Ele consiste basicamente em conectar o smartphone às configurações do carro, da mesma forma que o HomeKit controla alto-falantes e iluminação de uma residência conectada.

Segundo a Apple, mais de 80% dos carros adotaram o CarPlay a partir de 2020, e isso é um indicador de que o novo recurso habilitado para interação com celulares e relógios inteligentes da marca pode ajudar a empresa a incrementar sua receita. A GM, de acordo com o The Verge, teria um fluxo de mais de R$ 11 bilhões extras com a adoção do OnStar, e isso estaria servindo de exemplo para a Apple.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos